A garota Italiana - Lucinda Riley

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Uma inesquecível história de amor, traição, paixão, obsessão e música. Aos onze anos de idade, Rosanna Menici conhece o cantor Roberto Rossini, uma estrela em ascensão no mundo da ópera italiana - e o homem que mudaria sua vida para sempre. Incentivada - e apaixonada - por ele, Rosanna passa a se dedicar ao estudo do canto lírico, torna-se cantora profissional, e logo os dois se encontram nas salas de concerto mais famosas do mundo, dividindo não só o palco como também o mesmo destino. Com seu talento incomum para descrever ambientes e evocar sensações e sentimentos universais, Lucinda Riley nos leva a acompanhar a trajetória de Rosanna, desde os bairros pobres de Nápoles até os teatros mais glamourosos do planeta, trazendo à tona, com sua prosa inconfundível, as alegrias, tristezas, frustrações, decepções e redenções do amor.
Rosanna Menici era a caçula de uma família italiana típica. Os pais possuíam uma cantina em Nápoles, e viviam sem luxos, mas com dignidade. Além de Rosanna, ainda tinha a filha mais velha Carlotta e Lucca, o filho mais generoso. Carlotta estava naquela fase difícil de namorados e afetações e Rosanna transitava entre o fim da infância e início da adolescência. Seu trauma era não possuir a beleza de Carlotta, uma vez que ainda estava em fase de crescimento. Em uma noite em que os pais iriam comemorar o aniversário de casamento de um casal de amigos, Rosanna descobriu os dois amores de sua vida. Primeiro por Roberto, um jovem cantor, filho do casal que aniversariava, e pela ópera. Forçada a se apresentar, sem nenhuma pretensão, ela se sentiu envaidecida quando Roberto a elogiou, assim como os demais convidados e incentivou a procurar por um professor de canto. Porém os pais de Rosanna não compartilhava da mesma opinião e logo cortaram o entusiasmo da garota. Para a alegria de Rosanna, seu irmão Lucca não pensava da mesma forma, e como era dono de um coração extremamente generoso, usou suas economias para pagar as aulas de Rosanna. Juntos, procuraram o professor indicado por Roberto, que se impressionou pelo talento de Rosanna e concordou em dar as aulas necessárias, por um preço irrisório. Os anos se passaram e a roda da vida não parou de girar. Após anos de aulas, Rosanna foi embora para Milão, em companhia de Lucca, que foi designado pelo pai de ambos a cuidar de Rosanna enquanto ela estudava canto em uma grande companhia de Milão. Rosanna estudava incansavelmente, sempre em busca da supremacia de sua voz. A todos que a ouvia, despertava o mais puro encantamento por sua bela voz. Ela ainda acalentava dentro de si o sonho de apresentar uma peça ao lado de Roberto, mas ela tinha total conhecimento da fama de mulherengo que ele carregava, e tinha sido advertida várias vezes para não se envolver. Porém o amor foi mais forte do que o bom senso, e após se envolverem, se casaram em uma cerimônia secreta, típica dos apaixonados.  A decisão de ambos decepcionou várias pessoas, que nada puderam fazer para impedir, porém era evidente o amor que os unia. Juntos, se transformaram na dupla mais requisitada das óperas mundiais e o sucesso foi inevitável para ambos. Devido aos arroubos de sua paixão, Rosanna tomou decisões que pesaria em seu currículo profissional e em sua relação com sua família. Os anos se passam, e a realidade inevitável bate à sua porta de forma cruel, colocando à prova o seu amor.
Fez-se silêncio quando ele soltou a voz.
Rosanna ficou imóvel, escutando o som mágico daquela voz.
Quando o tom foi se elevado e se aproximando de seu clímax, Roberto estendeu as mãos e pareceu tentar alcançá-la.
E foi nesse instante que ela entendeu que o amava. (Pág.20)
 Quem já leu as resenhas anteriores de Lucinda Riley, sabe que sou muito fã da autora. Lucinda tem uma forma muito única de escrever, e eu me apaixonei por todos os livros que li. A garota italiana, por ser uma de suas primeiras obras, possui um estilo diferente dos livros mais atuais. Este ao contrário dos demais, não é escrito em dois tempos. Tudo começa em 1966 e vai crescendo ao longo do tempo que se passa. Rosanna é tímida nos seus onze anos de idade, enquanto que Roberto já possui uma bagagem de vida dos seus 28 anos, mas que não impede o encantamento de Rosanna no auge de sua inocência infantil. Envolvida pelos dramas familiares, mas alheia a eles, ela cresce ao mesmo tempo que desenvolve o seu talento nato e conquistando os seus fãs. Eu amei A garota italiana. Ele consegue despertar no leitor os sentimentos mais contraditórios, o que na minha opinião, é garantia de se emocionar. Eu continuo recomendando Lucinda Riley, eu também esta obra linda e emocionante, A garota Italiana. 

Riley, Lucinda. A garota italiana. São Paulo: Arqueiro, 2016.

1 Comentário:

thaila oliveira 24 de agosto de 2016 20:18  

a trama mostra um outro lado do amor, do sentimentalismo e de nossas ações, mas acima de tudo mostra o talento da autora
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados