Era uma vez no outono - Lisa Kleypas

sexta-feira, 1 de abril de 2016

A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa. Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar. Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?
Lillian Bowman era uma jovem determinada a não se deixar abater pelo desprezo e arrogância da nobreza inglesa. Filha de um industrial americano que ficou rico com muito trabalho e determinação, ela não se envergonhava de seu passado humilde e muito menos da avó lavadeira com quem aprendeu diversos palavrões, motivo este que deixava todos escandalizados. Sua personalidade extrovertida e autêntica nem sempre depunha a seu favor, já que não era de bom tom uma jovem com tais predicados. Com o objetivo de arrumar um marido nobre para injetar sangue nobre na linhagem da família, ela e a irmã vão para a Inglaterra com os pais para serem apresentadas à sociedade, para horror dos ingleses. Na frente dos pais elas se comportavam como duas doces donzelas, mas era só virarem as costas que elas saiam em busca de aventuras. Ela, juntamente com sua irmã Daisy, Evie e Annabelle eram conhecidas como flores secas, aquelas jovens damas que tomavam chá de cadeira nos bailes e não eram convidadas para nenhuma dança, mas que foram capazes de reverter as circunstancias após unirem suas forças para ajudarem umas as outras, tanto que Annabelle foi a primeira a se casar e com a sorte de ser com um grande amor. Agora era a vez de Annabelle, e elas estavam passando uma temporada na mansão do conde Marcus Westcliff, um homem sisudo e de família arraigada nas tradições, e que para Lillian era extremamente arrogante e insuportável. Ela só não contava que, por conta de um perfume muito especial, Marcus passou a reagir de forma inesperada na sua presença, mas que ela não pretende se deixar intimidar, já que para ela, ele não é uma opção, tamanho a sua ojeriza pelo conde. Ela só não imagina entrar nas confusões mais inesperadas, e tomar um caminho surpreendente para seu coração.
- Besteira – observou Lillian, indignada com a ideia. – Westcliff não é meu verdadeiro amor! É um idiota que se acha superior aos outros e com quem nunca consegui ter uma conversa civilizada.  (Pág. 84)
Segundo romance da série As quatro estações do Amor, demonstrou muito humor e romance. Lillian é o retrato fiel de independência e rebeldia, e vai logo contra Marcus, um homem treinado para suas responsabilidades, inapto para entregar aos momentos de irreverência e relaxamento, mas o dois junto é tapas e beijos. Amor e ódio. Um romance divertido, irreverente e sedutor. Mais um livro romancinho que amamos, que vale a pena se entregar.


Kleypas, Lisa. Era uma vez no outono. São Paulo: Arqueiro; 2016.

1 Comentário:

Fabiana Silva 6 de abril de 2016 14:31  

Esse livro é maravilhoso!!! Lilian é uma mulher fora do comum para os padrões da época e o Westcliff um sonho hahahaha...A amizade delas vão ficando cada vez mais forte onde acabam se vendo como irmãs msm...bjs

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados