Como eu era antes de você - Jojo Moyes

quarta-feira, 30 de março de 2016

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário. Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.
Louisa é uma jovem de vinte e seis anos que tem passado por momentos difíceis na vida. Após seis anos trabalhando em uma cafeteria, emprego este que amava, ela é surpreendida com o desemprego. Com o país vivendo uma crise geral, ela é pressionada pela família, que em minha opinião, explorada é a melhor descrição, a arrumar logo uma recolocação profissional. O grande problema é que Louisa se acomodou profissionalmente, após a conclusão do ensino médio, e além de servir clientes em cafeteria, ela não sabe fazer mais nada. Preocupada com a situação financeira da família, ela acaba aceitando todos os tipos de experiências para fugir do fantasma do desemprego, e em uma dessas, acaba contratada como cuidadora. Só que, ao contrário do que ela imagina, ela não irá tomar conta de um idoso, mas sim de um homem jovem e lindo de trinta e cinco anos. Will está tetraplégico há dois anos, após ser atropelado em um dia chuvoso. Jovem, rico e super ativo, para Will, viver imobilizado, dependendo de auxílio para tudo em sua vida, é pior do que a morte. Deprimido, ele não deixava que ninguém se aproximasse mais do que o necessário. Para Louisa não foi fácil sair de um ambiente de trabalho onde se comunicava efusivamente, para outro em que era obrigada a se manter o mais invisível possível, mesmo tendo sido contratada por sua característica mais marcante, a de ser faladeira. Aos poucos e com muito custo ela vai descobrindo os momentos em que Will está bem e receptivo e quando ele não quer companhia. E justamente quando ela já estava adaptada às oscilações de humor de Will, ela descobre o motivo pelo qual foi contratada em caráter temporário de seis meses; este é também o prazo que Will concedeu aos seus pais para que se acostumasse com o seu pedido, e sem saber, caberia a Louisa mudar tudo.
Eu não conseguia falar com ele. Achei difícil até mesmo olhá-lo nos olhos. Era como descobrir que seu namorado foi infiel. Eu e sentia, estranhamente, como se Will tivesse me traído. (Pág. 105)
Sabe aquela ressaca literária que há muito tempo você não sente? Então, é assim que estou agora, mesmo após doze horas de finalizada a leitura. E relido o último capítulo, e pensado, e refletido, e..., e...
Saber que todos que conheço leram este livro e o aclamaram não foi o suficiente para me preparar. Mesmo tendo assistido o trailer do filme antes de ler o livro, também não me preparou para o que encontrei nesta história inesquecível de amor e aprendizado. Com certeza é uma das mais belas histórias que já li e que jamais irei esquecer, e que ainda ficará pulsando em meu peito, minha mente e minha alma por muito tempo.


Confira porque este filme promete partir nossos corações...



Moyes, Jojo. Como eu era antes de você. Rio de Janeiro: Intríseca; 2013.


1 Comentário:

thaila oliveira 30 de março de 2016 15:48  

esse livro pqp!
foi um que mais me chocou! eu chorei, mais eu chorei, mais eu chorei! aquele choro de escorrer coriza do nariz e tudo, de soluçar mesmo!
Jojo criou o enredo de forma a mexer com as minhas emoções de tal forma que eu rezei por um milagre o livro todo! eu queria o final feliz, eu precisava dele pra continuar acreditando que Lou e Will seriam felizes, só que eu não consegui enxergar que a felicidade também é uma escolha e que o que é bom para uns não é para outros
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados