Quando Saturno voltar - Laura Conrado

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Conta história envolvente e divertida sobre aceitar mudanças inesperadas e seguir em busca da felicidade. Em seu novo romance, Laura Conrado conta a história de Déborah Zolini, uma jornalista sonhadora e fã de Pablo Neruda que trabalha como assessora de imprensa de um clube de futebol da segunda divisão e namora o médico Sérgio há quatro anos. Ela faz planos de construir uma vida a dois, arrumar um emprego melhor e correr atrás de desejos que ainda não realizou. Só que a vida, ou as estrelas, guardam surpresas para Déborah. Em uma viagem ao Chile, ela encontra uma mulher misteriosa que lhe fala sobre o retorno de Saturno. O planeta, que leva, em média, 29 anos para dar uma volta no sistema solar, voltará à posição em que se encontrava quando a jornalista nasceu. Para quem acredita em astrologia, esse é momento em que as pessoas passam por várias mudanças, que vão prepará-las para encarar o resto de sua vida. Déborah não leva a moça muito a sério, mas pede às estrelas que a ajudem a realizar seus desejos. No entanto, no voo de volta ao Brasil, um encontro inesperado começa a abalar a vida aparentemente certinha da protagonista. Aos poucos, Déborah começa a notar que seu namoro anda meio morno, a falta de reconhecimento no trabalho a incomoda. Ela começa a admitir que não está gostando do rumo que as coisas estão tomando. Será a hora de partir para novos desafios? Trocar aquele relacionamento confortável pelo frio na barriga? Sair de vez da zona de conforto e ver o que acontece?
Déborah é uma jovem que não se deixa desanimar pelas dificuldades. Ela trabalha com assessoria de imprensa de um time da segunda divisão do campeonato mineiro, mas torce ardentemente para outro time. Apesar da idade, ainda mora com os pais, já que seu mísero salário mal dá pra pagar suas contas. Sua vidinha segue o ritmo do comodismo, mesclada com algumas aventuras como sua viagem acompanhando o time ao Chile, alguns drinques nas noitadas enquanto tentar vigiar os jogadores para que eles não arrumem escândalos. Durante uma de suas viagens, ela é abordada pela arrumadeira do hotel em que estava, e ela leu a sorte de Déborah, e revelou que quando uma pessoa nasce Saturno está em uma determinada posição no céu que se repetirá em torno de 28 ou 29 anos depois, e que neste momento, grandes transformações irão acontecer em suas vidas. Descrente, Déborah esnoba o comentário da cigana. Ciumenta e possessiva, ela cola no seu namorado o máximo possível. Sérgio é um residente de medicina, que não faz outra coisa na vida. Caseiro, monótono e apático, Déborah vive aguardando um grande passo, mas só encontra decepção, mas ainda assim, teme o fim daquele relacionamento insosso. Em seu voo de retorno do Chile ela conhece Henrique, um carioca lindo de tirar o fôlego que está de passagem em BH para realização do serviço, e que acaba por abalar as estruturas de nossa heroína. Agora, só basta ela deixar de ser medrosa.
Como não se divertir com a Déborah? Ela é ultra maluque-te. Não é satisfeita com seu namoro insosso, mas por medo do incerto, fica ali alimentando este relacionamento, e vive se derramando pelos homens bonitões que atravessam seu caminho. Por outro lado, ela age como uma conselheira dos jogadores mais jovens do clube que trabalha, foge dos assédios, mas se derrete pelas cantadas. Não engole sapos da esposa egocêntrica do diretor egocêntrico do clube e sua filha mimada, e não aceita desaforo. Divertida e antenada, ela arruma umas enrascadas de dar medo, mas sempre divertidas. Realmente muito divertido.

Conrado, Laura.  Quando Saturno voltar. São Paulo: Globo Livros, 2015.

2 Comentários:

Raphael Netto 15 de janeiro de 2016 13:59  

Ei Márcia!
Estou querendo ler este livro desde o lançamento dele. Tema cara de que vou dar boas risadas enquanto leio, e pela sua resenha parece ser bem divertido.

Abraços Rapha,

http://aestantedosgemeos.blogspot.com.br/

Evelyn Butignoli 18 de janeiro de 2016 16:42  

Oi Márcia!
Te falei que adorei esse livro neh? Deborah é uma comédia e me diverti imensamente com ela e seus "conflitos" ao longo do livro! Gostei também de saber sobre os lugares a que ela se referia na estória, como o encontro na praça da Savassi em frente ao Mc Donalds. Acho ótimo quando sei de que lugar a pessoa, digo, o personagem está falando! Adorei sua resenha!

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados