Magia do sangue - Nora Roberts

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Há muitos anos, Branna O’Dwyer entregou seu amor a Finbar Burke. No entanto, o romance durou pouco. Uma maldição ligada ao sangue de suas famílias os proibiu de ficar juntos. Branna tentou preencher esse vazio com amigos e familiares, mas sabe que, sem Fin, sua vida nunca estará completa. Ele, por sua vez, passou os últimos doze anos viajando pelo mundo, focado exclusivamente no trabalho. Atormentados pela forte atração que nem a distância pôde aplacar, nenhum dos dois acha que um dia se entregará de novo ao amor. Entretanto, em meio às sombras que ameaçam destruir tudo o que eles consideram mais precioso, esse relacionamento sem futuro pode ser também a última esperança que lhes resta.
A primeira Bruxa da noite Sorcha, rogou uma maldição em Cabhan e a todos os seus descendentes, por isso, Finbar Burke sofre com a marca que ele carrega e com a infelicidade de não poder amar a única mulher que ele realmente ama de todo o coração: Branna O’Dwyer. Branna é forte e determinada. Ela é uma dos três da profecia, que irão lutar contra as forças das trevas e principalmente contra Cabhan. Um feiticeiro do mal que há séculos vêm perseguindo os descendentes de Sorcha, a bruxa da noite que ousou rejeitar Cabham e por isso pagou com a vida. Mas antes, ela transferiu aos seus três filhos, todo o seu poder, e assim foram passando ao longo de gerações, sempre três escolhidos. Branna e Fin se entregaram um ao outro na adolescência, mas quando Branna descobriu em Fin a marca da maldição destinada aos descendentes de Cabhan, ela rejeitou o seu amor, assim como os seus sentimentos mais profundos, preferindo sofrer este amor impossível, a desistir de sua missão como Bruxa da Noite. Branna, Connor e Iona formam os Três da profecia, e juntos também formam um círculo muito especial de amigos, irmãos e amores, com Meara, Finbar e Boyle. Cabhan faz várias tentativas, cada dia com um deles, tentando testá-los e enfraquece-los, mas o resultado é que os laços que os unem se tornam cada vez mais forte. Fortes e corajosos, eles temem perder qualquer um do círculo, e fazem desta união a arma mais poderosa que possuem, principalmente quando ela vêm guarnecida pelo amor que os unem. E quando Branna e Finbar precisam estar juntos para combater as trevas, é quando eles precisam lutar contra o sentimento que os domina no coração e na alma, pela atração e pelo amor que os impulsiona para os braços um do outro.
Ninguém poderia dizer que ele tinha desperdiçado sua vida ou suas habilidades – mágicas ou não. Mas nada que havia feito eliminara ao menos uma fração daquele amor. (Pág.49)
Elas sempre deixam as maiores emoções para o final. Saber que Branna e Finbar se torturam pelas suas escolhas, ou falta delas, dói no coração. Estar com o amado todos os dias, sem poder tocá-lo, abraça-lo... Esta é a realidade para estes dois. Para Finbar é pior ainda, porque ele sofre com a rejeição de Branna, sabendo que ela o ama, mas que a maldição que Sorcha jogou em Cabhan viajou gerações, e que Finbar carrega esta marca, mesmo sendo um , guerreiro importante no círculo. O medo de perdê-lo, as incertezas do futuro... Tudo é apenas um catalisador nesta história tão intensa. Ainda não peguei o ritmo de início de ano e demorei um pouco pra ler o livro, mas Nora é sempre Nora. Um final perfeito, para três ótimas histórias de amor e união.

Roberts, Nora. Magia do Sangue: Livro três da trilogia Primos O'Dwyer. São Paulo, Arqueiro: 2015.


1 Comentário:

Lorena Gasparoto 20 de janeiro de 2016 17:48  

Oi, tudo bem?
Já acompanho seu blog há algum tempo e como acabei de criar o meu, vim te convidar para visitar e se quiser também seguir o meu:
http://leitoresapx.blogspot.com.br/
Um beijo!

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados