Como se apaixonar - Cecelia Ahern

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor. Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo. Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?
Christine é uma jovem mulher que tem uma vida com hábitos bem peculiares. Caçula de três irmãs, ela é a única que não seguiu a carreira das irmãs e do pai, a advocacia. Trabalhando com recolocação profissional, seu maior hobby é bancar a psicóloga, já que sua estante é recheada de livros de auto ajuda. Ela não sabe levar a vida sem um manual de “10 maneiras de se realizar isto”, “20 maneiras de se realizar aquilo”. Sua obsessão por este tipo de leitura chega ao doentio. E depois que ela presencia um suicídio, sua vida vira então de ponta cabeça. Ela começa a colocar todas as suas decisões em uma balança e resolve passar o pente fino em tudo, a começar por seu casamento recente. Por causa de sua decisão, seu ex marido que não aceitou a sua decisão, resolve fazer de sua vida um pesadelo, suas economias saem de controle, sua secretária a flagra lendo um manual de como despedir um funcionário e entra em colapso. Tudo tem dado errado para Christine, e ainda pra completar, um dia, passando por uma ponte, ela se depara com Adam. Adam sofreu uma grande desilusão amorosa e está sendo obrigado pelo pai a abandonar a carreira que tanto ama para cuidar dos negócios da família. Dominado pelo desespero, ele decidi tirar a própria vida, porém em seu caminho, eis que surge Christine que acaba por convencê-lo a desistir da ideia, porém, para garantir de que ele não irá tentar novamente, ela se compromete a fazer com que ele reveja seus conceitos, de que a vida vale a pena em todos os sentidos, que todos os problemas têm solução, tudo isto em apenas duas semanas.
É claro que a Christine arruma mais confusão. Pois se tem uma pessoa que atrai encrenca, é ela. Um ex-marido transtornado que liga todos os dias, no mesmo horário para dizer barbaridades e que ainda liga para os melhores amigos e familiares dela para entrega-la em algum comentário que ela tenha feito sobre a pessoa, semeando a discórdia... Os seus clientes que ela meio que adota, em terapias nada ortodoxas... E pra garantir que não irá falhar com Adam, ela começa a leva-lo a tiracolo em todo o canto que vai, despertando mais comentários.
Mas Christine é determinada, não se deixa abalar pelas dificuldades impostas pelas situações, mesmo que em seu percurso comece a despertar um sentimento inesperado por Adam, e ela comece a ter que passar por cima dos seus sentimentos.
Simples assim. Falei. Meu coração estava martelando em meu peito; deve ter sido a primeira vez que disse aquilo para alguém, em voz alta. Por muito tempo eu quisera abandoná-lo, mas não conseguia porque queria ser a esposa leal que mantinha seus votos. Conhecia com exatidão a lealdade de que Adam estava falando. (Pág. 63)
Eu não achei que este livro tinha muito a ver com os demais livros da Cecelia. Christine é meio doidivanas, e arruma mais confusão do que solução. Ela tem seus dramas, mas apesar de ajudar todos ao seu redor, ela oprime seus próprios problemas, escondendo seus sofrimentos. Ela ajuda todo mundo, mas eu a sinto muito abandonada. Suas irmãs e seu pai são mais egocêntricos ainda, e ao invés de ajudar, só criticam. Mesmo assim, ela não desanima, mesmo não seguindo os caminhos convencionais. E no seu percurso de auxiliar Adam, ela não esperava em se apaixonar por ele, e trabalhar para que ele reconquiste seu antigo amor, estando apaixonada por ele, não será tarefa fácil. É claro que Cecelia continua com muita sensibilidade, e sempre vale a pena ler.

Ahern, Cecelia. Como se apaixonar. Ribeirão Preto, SP. Novo Conceito Editora, 2015. 

1 Comentário:

thaila oliveira 6 de janeiro de 2016 09:56  

eu li e gostei da trama, afinal como fã da Cecelia me apaixono até pela lista de supermercado dela, mas não me senti tão presa a trama como em livros anteriores, demorei para me ligar na historia e nos personagens!
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados