Zac & Mia - A.J.Betts

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso. No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela. Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente. Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro? Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.
Tudo no isolamento forçado de Zac o irrita: a constante atenção da mãe, que fica arrumando jogos e distrações para passar o tempo. Não que ele não reconheça sua dedicação e esforço, mas após tantos dias preso dentro do quarto, sem colocar o nariz para fora, nem no corredor, para nada, o está deixando louco, principalmente por ter sido criado livre, em contato constante com o ar livre, na fazenda de filhotes de sua família. Pra completar ele ganhou um novo vizinho de quarto. Após dez meses de tratamento, ele já conhece quase todos os quartos da ala oncológica, e mais do que ninguém, sabe o quanto as paredes são finas. Ele houve Nina, a atenciosa enfermeira, dar boas vindas ao novo paciente. Pelo calor da discussão e repertório musical, ele percebe que o novo hóspede, ou melhor, a nova paciente da ala, é uma garota que tem a idade equilibrando com a dele. E com um péssimo gosto musical, diga-se de passagem, já que para gostar de Lady Gaga e ainda por cima, tocar a mesma música dezoito vezes, só amando. Ele queria de todo o jeito pedir para que ela parasse, mas é claro que não poderia ser através de sua mãe, já conhecida como Comitê Extra Oficial de boas vindas da Ala, até mesmo porque sua mãe já expressou reprimenda pelo comportamento da paciente com a própria mãe. Em uma tentativa de algum contato, Zac passa a dar pequenas batidas na parede, com a intenção de que a nova paciente tivesse desconfiômetro e parasse com aquela zueira. Surpreendentemente, dá certo, mas passados alguns dias, o silêncio absoluto passou a incomodá-lo, já que não era mais possível sentir a presença dela no quarto ao lado. Ansioso, ele manda um recado pela enfermeira...
Põe Lady Gaga.
EU INSISTO!
(De verdade!) (Pág.31)
E para sua contrariedade, ela joga por baixo da porta um CD da Lady Gaga. Então um dia ele recebe um convite de amizade no facebook: Mia Phillips, a hóspede do quarto ao lado. Vencido pela curiosidade ele aceita o convite e se pega visitando o perfil de Mia e começam a conversar. Aos poucos ele vai percebendo que poucas coisas eles tem em comum, a forma de enfrentar a doença não é uma delas...
Se eu pudesse me levantar e ir até lá, eu iria. Pelo menos eu acho que iria.
Eu iria e me sentaria na cama de Mia. Esfregaria suas costas. Colocaria o braço em torno dela, acho, se ela quisesse isso, do jeito como minha mãe fazia comigo.
Mas estou preso neste quarto, preocupado com os sons tristes que mais ninguém pode ouvir. (Pág. 64)
Apesar de se tratar de mais uma história que envolve esta triste doença, esta é extremamente realista. Ela nos mostra como o sofrimento verdadeiramente se entranha na alma das pessoas, assim como a doença em seus organismos. A forma como cada pessoa reage com a convivência com a doença, como verdadeiramente negam, lutam, se cansam e sofrem. Como Zac persegue as histórias de outros doentes, estuda as estatísticas e avalia as chances de cada novo paciente dentro do hospital, espelha realmente as angústias de suas próprias chances. Os seus medos mais ocultos. E mesmo assim, ele ainda encontra forças para Mia, que nega e foge. Tocante, comovente e emocionante. Uma bela história.

Betts, A.J. Zac & Mia. Ribeirão Preto, São Paulo: Novo Conceito Editora, 2015.


1 Comentário:

thaila oliveira 30 de outubro de 2015 12:28  

gostei de ver a amizade como fonte de solidariedade entre essas duas pessoas tão distintas, o laço de amizade que as uniu foi bem forte
felicidadeemlivros.blogspot.com.br

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados