Para continuar - Felipe Colbert

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa do seu coração defeituoso. Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade. A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento. O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.
Leonardo é um jovem que leva uma vida cheia de restrições e que o incomoda extremamente. Filho único, na adolescência descobriu uma cardiomiopatia que limita tudo o que ele faz, já que devido à doença, não pode se entregar a nenhum tipo de excesso, nem mesmo uma inocente atividade física. Leonardo sofre não só pela doença, mas também por se sentir um fardo para seus pais, que acabam o superprotegendo, impedindo que ele trabalhe ou faça qualquer atividade que não seja a faculdade de artes gráficas. Por odiar se sentir um coitado, somente seu melhor amigo Penken e sua ex-namorada Malu, é que conhecem sua condição de enfermo. Um dia, retornando da faculdade de metrô, ele visualiza uma garota com traços orientais e simplesmente se encanta por ela. Após este dia, ele se abstrai da realidade, pensando e sonhando com a garota, a ponto até de desenhá-la em seu tablet e passar horas admirando-a. O destino então lhe dá mais uma chance e novamente ele se depara com ela no metrô e em um arroubo, desce e começa a segui-la. Ao descobrir onde ela mora, Leonardo cria coragem e vai até a loja que ele a viu entrar e lá ele finalmente conhece Ayako, uma jovem que vive com o avô legítimo japonês e com Ho, um rapaz que ele logo percebe ter uma limitação mental, um ciúme doentio de Ayako e um primo muito perigoso. Ayako vive com seu avô desde que seus pais foram mortos em um acidente de trânsito, e junto com ele, tem a missão de zelar e guardar em segredo no porão do prédio onde está situada a loja de luminárias e a casa onde vivem, milhares de lanternas orientais. Todos os dias ela desce ao porão para conferir se houve o acréscimo de uma nova lanterna, com muita esperança no coração, sabendo que esta poderá fazer a diferença. E devido ao seu segredo e a outros fatores complicadores é que ela pede para que Leonardo não a procure mais, mesmo seu coração desejando o contrário.
É nesse instante que, em alguma lacuna do lugar, nossas visões se impactam. Do meu lado, se fosse um pouquinho mais forte, quebraria todas as lâmpadas, lustres, luminárias e plafons à nossa volta. E, se houvesse um momento para meu coração realmente parar, seria esse. (Pág. 67).
Este é o primeiro livro que leio do autor e já de cara me encantei pela capa. Eu gostei da escrita fluida que nos convida a continuar a leitura até o final. A história é leve, e os personagens transbordam simpatia, talvez o Leonardo nem tanto, já que por causa da doença ele se fecha para o mundo. Somente quando ele conhece Ayako é que desabrocha, podemos assim dizer. Ambos têm suas cicatrizes d’alma, passaram e ainda passam por situações de lutas e sofrimento. O encontro destas duas almas nos ensina que não podemos recuar diante das dificuldades e que enfrenta-las é a melhor solução. Eu gostei muito da leitura e recomendo.

Colbert, Felipe. Para continuar. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2015.




1 Comentário:

Fernanda Assis 29 de outubro de 2015 07:31  

Ei Márcia,

Eu tenho um outro do autor, mas não li ainda. Esse ainda não tinha visto resenha, fiquei com pena do protagonista e gostei do enredo. Que bom que você gostou, um dia leio rs.
bjs

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados