O Conde Enfeitiçado - Julia Quinn

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

O Conde Enfeitiçado - Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton. Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele. Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite. Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz. No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.
Francesca conheceu a felicidade por um curto período de tempo. Por dois maravilhosos anos, ela foi casada com John, o conde Kilmartin. Nestes dois anos, ela amou e foi intensamente amada por ele. O que ela não sabia, era que, Michael, primo irmão de John, também a amava desde o instante que a conheceu. Ela sempre o considerou como um irmão, assim como John o considerava, já que eles foram criados juntos. Os três sempre estavam juntos, era natural a presença de Michael em todas as festas e até mesmo na casa do casal. Michael sofria com os seus sentimentos pela esposa do seu primo querido e a respeitava fielmente. Até que a felicidade de Francesca foi bruscamente interrompida. Com apenas dois anos de casada, Francesca se torna viúva e no momento em que mais precisava do apoio de Michael, ele foge. Michael se desespera quando seu mundo sofre este trágico acontecimento: de um momento para o outro ele herda o título e todos os bens de seu primo, e ele teme que o destino esteja a lhe pregar uma peça, já que a mulher que ele ama agora está disponível e ele se sente um canalha por seque pensar em ficar com Francesa. Neste momento de tremenda dor, Michael abandona tudo e vai embora para as Índias e por lá fica por quatro anos. Nos últimos quatro anos ele lutou nas guerras enquanto que Francesca ficou administrando todos os bens que ele herdou, e agora é hora de Michael voltar. Francesca sempre foi a mais quieta dos irmãos Bridgertons, mesmo amando os irmãos, ela se sentia deslocada no meio de todos eles. Vivendo na Escócia ela se sente mais em casa, mesmo quando John ainda era vivo ela adorava a calmaria que era sua vida. Agora, após quatro anos de sua morte ela tem sentido um desejo desesperado de ser mãe e decide abandonar o luto para se casar novamente, justamente ao mesmo tempo em que Michael retorna das Índias. Francesca adora a companhia do seu querido amigo e confidente, mas alguma coisa está mudando entre Michael e ela, e Francesca não está sabendo administrar esta nova situação. Qualquer passo em falso poderá destruir uma amizade que para ela é muito preciosa, mas como lutar?
Sempre achara Michael bonito, é claro. Mas era uma beleza que não significava nada para ela. Ele era belo assim como Benedict, irmão dela, era alto, e a mãe tinha olhos lindos.
Mas agora, de repente...
Ela olhava para ele e vira algo completamente novo.
Vira um homem.
E aquilo a assustara terrivelmente. (Pág.83)
Acredito que todos que acompanham esta família maravilhosa, assim como eu, ansiavam para conhecer a história da quase reclusa Francesca. Ela sempre foi citada nos livros anteriores como alguém mais afastada, que sofria a morte do amado marido. Francesca é uma mulher determinada e muito franca. Amou demais o marido e vivia muito bem com ele e a companhia de Michael, o primo querido. Mas quando ela fica só, e passados quatro anos de solidão, ela resolve se casar novamente apenas com o objetivo de ter um filho, é muito engraçado as reações de Michael. Me diverti demais com os seus encontros de Michael e Colin. Dos desfiles de pretendentes de Francesca... Como não amar esta família??? Impossível. Não quero nem pensar quando vir o último livro. Só quero que sempre tenha um Bridgerton para nos acalentar. Quem pensa o mesmo???

Quinn Julia. O conde enfeitiçado. Rio de Janeiro: Arqueiro, 2015.


2 Comentários:

Fernanda Assis 24 de setembro de 2015 07:39  

Ei Márcia

Eu amo essa série, mas não amei esse livro tanto, eu adorei, claro, mas não é dos meus favoritos da série. Acho que, apesar do Colin - ótimos mesmo os encontros com o Michael rs - eu senti falta de todas as confusões da família. Estranhei desse livro passar paralelamente aos outros e tal, e a história é mais madura, mais triste. Acho que é gosto mesmo, prefiro as mais divertidas.
bjs

thaila oliveira 24 de setembro de 2015 13:10  

eu amo a série de coração, mas não tinha me ligado tanto na história de Para sir Phillip com amor e então ao mesmo tempo que fiquei ansiosa pelo lançamento fiquei meio receosa de não conseguir curtir, mas a Julia me encantou com Michael e Francesca, eles são apaixonantes e a trama foi resgatada ficando super leve
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados