O Conde Enfeitiçado - Julia Quinn

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

O Conde Enfeitiçado - Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton. Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele. Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite. Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz. No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.
Francesca conheceu a felicidade por um curto período de tempo. Por dois maravilhosos anos, ela foi casada com John, o conde Kilmartin. Nestes dois anos, ela amou e foi intensamente amada por ele. O que ela não sabia, era que, Michael, primo irmão de John, também a amava desde o instante que a conheceu. Ela sempre o considerou como um irmão, assim como John o considerava, já que eles foram criados juntos. Os três sempre estavam juntos, era natural a presença de Michael em todas as festas e até mesmo na casa do casal. Michael sofria com os seus sentimentos pela esposa do seu primo querido e a respeitava fielmente. Até que a felicidade de Francesca foi bruscamente interrompida. Com apenas dois anos de casada, Francesca se torna viúva e no momento em que mais precisava do apoio de Michael, ele foge. Michael se desespera quando seu mundo sofre este trágico acontecimento: de um momento para o outro ele herda o título e todos os bens de seu primo, e ele teme que o destino esteja a lhe pregar uma peça, já que a mulher que ele ama agora está disponível e ele se sente um canalha por seque pensar em ficar com Francesa. Neste momento de tremenda dor, Michael abandona tudo e vai embora para as Índias e por lá fica por quatro anos. Nos últimos quatro anos ele lutou nas guerras enquanto que Francesca ficou administrando todos os bens que ele herdou, e agora é hora de Michael voltar. Francesca sempre foi a mais quieta dos irmãos Bridgertons, mesmo amando os irmãos, ela se sentia deslocada no meio de todos eles. Vivendo na Escócia ela se sente mais em casa, mesmo quando John ainda era vivo ela adorava a calmaria que era sua vida. Agora, após quatro anos de sua morte ela tem sentido um desejo desesperado de ser mãe e decide abandonar o luto para se casar novamente, justamente ao mesmo tempo em que Michael retorna das Índias. Francesca adora a companhia do seu querido amigo e confidente, mas alguma coisa está mudando entre Michael e ela, e Francesca não está sabendo administrar esta nova situação. Qualquer passo em falso poderá destruir uma amizade que para ela é muito preciosa, mas como lutar?
Sempre achara Michael bonito, é claro. Mas era uma beleza que não significava nada para ela. Ele era belo assim como Benedict, irmão dela, era alto, e a mãe tinha olhos lindos.
Mas agora, de repente...
Ela olhava para ele e vira algo completamente novo.
Vira um homem.
E aquilo a assustara terrivelmente. (Pág.83)
Acredito que todos que acompanham esta família maravilhosa, assim como eu, ansiavam para conhecer a história da quase reclusa Francesca. Ela sempre foi citada nos livros anteriores como alguém mais afastada, que sofria a morte do amado marido. Francesca é uma mulher determinada e muito franca. Amou demais o marido e vivia muito bem com ele e a companhia de Michael, o primo querido. Mas quando ela fica só, e passados quatro anos de solidão, ela resolve se casar novamente apenas com o objetivo de ter um filho, é muito engraçado as reações de Michael. Me diverti demais com os seus encontros de Michael e Colin. Dos desfiles de pretendentes de Francesca... Como não amar esta família??? Impossível. Não quero nem pensar quando vir o último livro. Só quero que sempre tenha um Bridgerton para nos acalentar. Quem pensa o mesmo???

Quinn Julia. O conde enfeitiçado. Rio de Janeiro: Arqueiro, 2015.


Read more...

Momento música #189

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Fim de semana com muita inspiração musical... e como não seria com o Rock in Rio rolando logo ali na telinha? Confesso que não tinha muitas pretensões, exceto em ver o Queen com o novo vocalista Adam Lambert. E fiquei encantada, apaixonada e só quero ouvir as músicas tocadas no show. Tem como ter o CD?? E para mostrar um pouquinho o que estou dizendo...



Read more...

A lista - Cecelia Ahern

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

A Lista - Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente. Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira. Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.
Kitty Logan é uma jornalista que não está passando pelo melhor momento de sua vida. Após se destacar como jornalista da revista Etcetera, foi contratada por um canal em um programa jornalístico e se deu mal após uma matéria em que difamava um prodigioso professor de educação física. Sua carreira sofreu um sério abalo, assim como sua autoconfiança. E ela precisa  somente de sua mentora e melhor amiga, Constance. Mas Constance está travando uma dolorosa batalha pela vida e precisa mais de Kitty do que o contrário, mas mesmo com sua última gota de energia, ela sabe dizer as coisas certas para Kitty, dando-lhe novo ânimo. Kitty anda sem rumo, fragilizada pelos ataques que passou a sofrer após a infeliz matéria, e para completar, sua amiga Constance perde sua batalha. Mas antes de partir, Constance deixou uma incumbência para Kitty, uma lista com cem nomes para uma matéria que seria a sua última e que agora Kitty deverá escrever. O único detalhe é que Constance deixou a lista e mais nada. Nem uma dica, uma anotação, uma memória. Nada, vezes nada. E Kitty assumiu a responsabilidade de escrever a matéria em memória e honra de sua melhor amiga. Apesar de suas atribulações pessoais, Kitty se lança em uma garimpagem ferrenha para descobrir a essência da matéria especial tão desejada por Constance. Logo Kitty se vê às voltas com pessoas muito distintas umas das outras, com personalidades que a princípio não combinam entre si e que não tem ligação, tornando para Kitty mais difícil a tarefa que tem pela frente. O que a impulsiona é a memória e o carinho que ela tem por Constance, já que para ela não resta muita coisa, a não ser honrar a memória da amiga, resgatar sua carreira e limpar as sujeiras que seus agressores todos os dias deixam para ela na porta de sua quitinete.
- Não há idade para o amor. – Kitty tentou não parecer sarcástica, mas não conseguiu.
- Você não acredita no amor?
- Nesta semana, não acredito em muita coisa mais, não.
- Mesmo assim, está dizendo que acredita em mim?
- Você se abriu bastante comigo. Além disso, meu futuro depende de você.
Ele sorriu.
- E o que pensa sobre Deus?
- Não acredito em Deus – Respondeu Kitty, com sinceridade.
Archie aceitou a resposta. (Pág.216)
E quando as coisas chegam a um limite em que perdemos a fé em nós mesmos? Assim aconteceu com Kitty quando, por uma infelicidade, ela publicou uma matéria que não era verdadeira e a sua boa intenção virou uma catástrofe. Daí por diante, cada vez mais, ela foi sentindo o peso do fracasso. Ela perde sua melhor amiga e assume uma missão que na medida dos acontecimentos, vai se revelando uma bela e honrosa missão.
Cada livro da Cecelia tem uma característica particular em suas heroínas ao mesmo tempo em que podemos ver uma característica comum. Com Kitty é a mesma coisa, ela está passando uma pauleira e ainda assim deixa seu sarcasmo e desdém se sobressair em sua personalidade. Porém, na medida em que suas pesquisas vão evoluindo, ela vai tomando aqueles choques de realidade necessários a todos. Coisa que nem mesmo Steve, seu melhor amigo, conseguiu ao esfregar umas verdades na cara dela. Mesmo sendo dura na queda, Kitty vai perceber que a vida pode sim, dar um empurrãozinho. Uma história tocante, que nos comove com várias outras. Vale a pena conferir.

Ahern, Cecelia. A lista; Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2015.



Read more...

Momento música #188

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Bom dia!!!!

Uma nova semana se inicia, que oremos para que seja repleta de realizações e vitórias. Apesar do grande acervo musical existente, está cada vez mais difícil indicar uma música sem ser repetitiva. Gosto é uma coisa muito particular. Este fim de semana escutei demais uma banda que fez sucesso há mmmmuuuitttooo tempo atrás, e como muitas bandas que somem e depois relança, esta está seguindo o mesmo caminho. E se vale a pena, escutamos de novo.

Cast in steel - A-ha


Read more...

A vingança do judeu - John Wilmont, Conde de Rochester (Vera Krijanowsky)

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A Vingança do Judeu - Abraão Máier, velho financista israelita, amealhara vasto pecúlio na França do Século Passado, propiciando a seu filho único, Samuel, educação das mais esmeradas, sendo-lhe vedado, no entanto, o acesso à sociedade, por causa de sua condição racial. Samuel apaixona-se por uma cristã, Valéria e, vendo-se repudiado, procura desposá-la conseguindo seu intento, depois de ameaçar a família da donzela com títulos de dívida de grande valor. Conseguindo o casamento, vê-se perdido posteriormente com o resgate do débito pelo “Príncipe de O”, futuro novo consorte de Valéria. O Judeu concebe inaudita vingança com a troca de dois recém-nascidos e uma sucessão de fatos, inclusive com o aparecimento de diversos acontecimentos mediúnicos, faz com que no final os personagens da história se agrupem arrependidos.
Samuel Maier teve tudo o que o dinheiro podia lhe oferecer em termos de conforto e educação, mas não foi capaz de livrá-lo do preconceito da sociedade, que naquela época, era implacável com os judeus. Por maior que fosse a riqueza, o sangue judeu era considerado podre, infame. E Samuel era tratado como lixo. Quando ele conhece Valéria, ele logo cai de amores pela jovem, e a principio a moça também demonstra interesse pelo atraente rapaz. Mas quando o irmão de Valéria revela de quem se trata Samuel, ela logo se verga ao impiedoso preconceito. Revoltado, Samuel toma uma atitude drástica, manda comprar todas as notas de dívidas do pai e irmão de Valéria e faz uma proposta vergonhosa à nobre família. Seu pai acaba morrendo de desgosto com a atitude do filho, que para alcançar o almejado sonho de desposar a bela Valéria, iria se converter ao cristianismo, renegando o seu sangue judeu. Samuel então propõe perdoar as dívidas da família do Conde de M’’’’, em troca da mão de Valéria em matrimônio. Esta proposta revolta a toda a família, mas sem alternativas para recompor as finanças da família, eles acabam cedendo mesmo humilhados. Valéria fica revoltada e tenta de toda a forma se esquivar de infame compromisso, mas é obrigada a obedecer ao seu pai. Com o passar do tempo, Valéria acaba por ceder ao charme de Samuel e se apaixona pelo banqueiro judeu. O destino então acaba por traçar uma reviravolta na vida de Valéria, e mais uma vez ela é obrigada a obedecer ao pai e ao irmão, que interessadamente, acaba por romper o compromisso com Samuel, e concedendo sua mão para o Príncipe de O’’’, Raul. Ferido e seu orgulho mais profundo e cego pela vingança, Samuel contrai matrimônio com uma judia a quem não amava, e no acaso do destino, ela vem a ter um filho de Samuel, a poucos dias do nascimento do filho de Valéria e Raul, e com a ajuda de dois empregados, troca os bebês, para que desta forma, Raul acalente em seus braços, uma criança judia e por ele muito desprezada, e em contra partida, Samuel iria criar o pequeno príncipe como um dos seus, judeu e avarento. Um ato impensado que iria causar muitas dores por muitos anos.
Uma linda história que mesmo com os atos impensados do ciúme e da vingança, nos ensina a persistir no caminho do perdão.

Rochester, John Wilmont, Conde de (Espírito). A vingança do judeu.

Read more...

Feitiço da sombra - Nora Roberts

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Feitiço da Sombra - Segundo livro da trilogia Primos O’Dwyer, Feitiço da sombra é uma emocionante história sobre os maiores poderes mágicos que existem: o amor, a amizade e a família. Connor O’Dwyer se orgulha de chamar o Condado de Mayo de seu lar. É lá que Branna, sua irmã, mora e trabalha e onde Iona, sua prima, encontrou o verdadeiro amor. Foi nessa terra que seus parentes e amigos formaram um círculo de proteção que nunca poderá ser rompido... Até que um beijo põe em risco a segurança de todos. Depois de um breve encontro com a morte, Connor e a melhor amiga de sua irmã se entregam um ao outro. Eles se dão bem desde a infância e, depois do tórrido encontro, o rapaz tem esperança de que esse relacionamento evolua. Para frustração dele, no entanto, Meara se contenta apenas com o prazer do momento, temendo se perder – e perder a amizade dele. Essa mudança em sua relação pode abalar o círculo e permitir que uma perigosa ameaça ressurja aos poucos, como uma névoa. Para detê-la, Connor precisará novamente da família e dos amigos para despertar a força e a fúria que correm em seu sangue. Quem sabe pela última vez.
Connor e Meara se conhecem a vida inteira. Desde crianças, eles estão sempre juntos aprontando peripécias juntamente com Branna, Boyle e Fin. Entre os cinco nasceu uma sólida amizade, maior e mais forte do que muito laço de sangue. Os anos foram passando e então chegou Iona, a terceira bruxa que faltava para completar o trio da profecia que irá combater o mal que perseguiu os seus antepassados e que agora deseja destruí-los: Cabhan. Mesmo Meara e Boyle sendo os únicos que não possuem nenhum dom especial, os dois são peças importantes no círculo. Os seis juntos estudam incansavelmente uma forma de combater a magia negra de Cabhan, principalmente após a tentativa frustrada do solstício. Eles pressentem a malignidade de Cabhan os rondando, dia e noite, em todos os lugares, até que um dia um braço desta maldade consegue tocar Connor, deixando-o gravemente ferido. Todos ficam assustados com a proximidade das sombras em suas vidas, principalmente Meara que percebe então o quanto é grande o seu amor pelo seu sempre melhor amigo. Mesmo assustada, ela não quer destruir esta valorosa amizade com uma relação sem futuro. Meara sofreu muito quando seu pai, a quem tanto amava, abandonou toda a família, deixando a mãe a chorar e esperar o seu retorno. Meara perdeu totalmente a credibilidade no amor entre um homem e a mulher, por acreditar que todos os homens se comportarão da mesma forma, e sendo assim, ela preferia não se arriscar entregando o coração a um amor sem esperança. Mesmo com sua força e determinação, ela preferia manter o pouco que tinha através da amizade, que para ela, era muito mais importante, mesmo que este não fosse o desejo de Connor, que tinha certeza de ela ser a mulher da sua vida.
- Já tive confusão demais para um dia, Connor.
- Claro que também poderíamos acabar com isso tudo. Somos amigos, não é, Meara?
- Somos, e é exatamente isso que quero dizer.
- O beijo que você me deu não foi de uma amiga, nem mesmo de uma amiga tensa e abalada. Como o beijo que lhe dei quando superei a primeira surpresa não foi de um amigo. (Pág. 129)
Este é o segundo livro da trilogia Primos O’Dwyer, e conta a história de Connor, irmão de Branna, e sua melhor amiga Meara. Nesta sequência temos muito da união dos seis amigos para combater Cabhan e muitos encontros com várias situações risco. Cabhan continua tentando quebrar a força do círculo e a cada instante faz uma tentativa em um deles, e claro que neste caso os alvos principais são Meara e Connor. Eu achei a dose de romance menor do que o livro anterior, e houve um foco maior na batalha entre o bem e o mal, a luz e a escuridão, mesmo assim, a história é envolvente e gostosa de se ler. Estou ansiosa pelo próximo e descobrir os mistérios de Branna.



Roberts, Nora. Feitiço das sombras. São Paulo: Arqueiro, 2015

Read more...

A essência divina do amor - Eduardo Rossatto

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

A essência divina do amor - Orlando e Frederico são muito amigos. Cego pela inveja, Orlando, num acesso de fúria, mata o amigo, que era casado com Ana e com quem tinha um filho. No futuro, André e Clara, os amantes reencarnados, terão de enfrentar muitos desafios para provar que seu amor é verdadeiro e ultrapassa o tempo e a vida terrena. Caberá a Bernardo, o espírito reencarnado de Orlando, saldar suas dívidas com a existência passada.
 Clara e André se apaixonam perdidamente, porém a diferença social fala mais alto naquela década de 1930. André é filho de um rico empresário, que também tem um pensamento extremamente arrogante quanto à pobreza, e Clara é muito pobre. Ela precisa trabalhar para se sustentar, mora em um cortiço com o irmão, é uma jovem humilde, mas muito carinhosa. Apaixonada e confiante de que André é seu grande amor, ela acredita em suas promessas e vive com ele muitos momentos de amor e intimidade. André até a apresenta à sua irmã Vera e uma amizade sincera nasce entre as duas. Mas quando o pai de André o ameaça  deserdar, ele que não tinha muito apreço pelo trabalho e gostava da vida mansa, termina tudo com Clara, deixando-a desesperada e grávida. Dias difíceis se descortinam na vida de Clara, já que naquela época era uma vergonha ser mãe solteira, ela perde o emprego e passa a depender do irmão. Nesta mesma época ela conhece Bernardo, um rapaz que teve uma grande decepção e também por uma violência e é salvo por Clara e o grupo que ela colaborava na sopa dos carentes. Bernardo acaba indo morar com Clara e Vinicius, irmão de Clara, no cortiço. E com sua generosidade, Bernardo assume o filho de Clara e André, salvando-a de uma humilhação maior. Muitos caminhos a serem percorridos e muitas lutas para serem enfrentadas, mas com fé e perseverança, a verdade se fortalece.
Estranhos e insondáveis são os laços que unem e desunem os seres humanos. Profundas e misteriosas são as razões pelas quais agimos desta ou outra maneira. (Pág. 132)
Em uma bela lição de amor e amizade que viaja nos séculos buscando o perdão, aprendemos que tem situações no qual passamos e que são necessárias ao nosso crescimento. Mas a lição mais importante de todas é o perdão, e principalmente perdoar a sim mesmo.  Compreender que somos responsáveis por nossas escolhas e sujeitos ao resultado originado de cada uma delas. E este livro nos desperta para pensarmos em tudo o que nos rodeia, nas nossas atitudes e em como podemos fazer para melhorarmos. 

Rossatto, Eduardo. A essência divina do amor. São Paulo: Petit, 2015.


Read more...

Em chamas - Suzanne Collins

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Em Chamas - Em chamas é o segundo volume da bem-sucedida trilogia iniciada com Jogos Vorazes, mais novo fenômeno da literatura jovem dos últimos tempos, que mistura ficção científica com reality show, passando pela mitologia e pela filosofia com muita ação e aventura. Com mais de quatro milhões de exemplares vendidos apenas nos Estados Unidos, a saga ganhará adaptação para o cinema, com estreia prevista para 23 de março de 2012. A direção do longa está a cargo de Gary Ross (Quero ser grande/Seabiscuit) e a protagonista Katniss será interpretada por Jennifer Lawrence, finalista ao Oscar de melhor atriz deste ano por Inverno da alma. A trilogia manteve-se por 130 semanas consecutivas na prestigiada lista do jornal The New York Times. Depois de ganhar os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Os jogos completam 75 anos, momento de se realizar o terceiro Massacre Quaternário, uma edição da luta na arena com regras ainda mais duras que acontece a cada 25 anos. Katniss e Peeta, então, se veem diante de situação totalmente inesperada e, dessa vez, além de lutar por suas próprias vidas, terão que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem. Ambientado num futuro sombrio, a série é pioneira de uma tendência que vem ganhando força no mercado de bestsellers juvenis: a dos romances distópicos e pós-apocalípticos. As obras renderam à autora Suzanne Collins lugar na badalada lista de 100 personalidades mais influentes do ano da revista Time. Com narrativa ágil e ousada, os livros da trilogia foram traduzidos para 42 países e vêm atraindo leitores de diversas faixas etárias. Inspirada pelo mito grego de Teseu e o Minotauro e bebendo nas melhores fontes da ficção científica, Suzanne Collins faz uma dura crítica à sociedade atual – ao sensacionalismo, ao desperdício e à violência – e prende a atenção do leitor da primeira à última página com um romance envolvente e perturbador.
Contém spoilers de Jogos Vorazes!

Katniss e Peeta voltaram vitoriosos da última edição dos Jogos Vorazes, mas o presidente da Capital não ficou nada satisfeito com a artimanha utilizada para que ambos saíssem vivos dos jogos, quando a regra principal era de que haveria apenas um vencedor. Como durante as entrevistas Peeta revelou uma paixão antiga por Katniss, a sociedade caiu de amores pelo casal jovem e apaixonado que se enfrentavam na arena e quando os organizadores mudaram as regras para apenas um vencedor, quando já haviam afirmado que excepcionalmente haveriam dois, Katniss usou as armas que possuía. E agora, para se livrar de uma retaliação por parte do governo ela deveria sustentar este teatro o quando puder, ela só não contava que a sua demonstração de ousadia iria despertar na população revoltada um espírito de rebelião, e o presidente Snow deixou claro que não acreditava nem um pouco na encenação de Katniss e Peeta. Katniss se desespera quando percebe que ela nunca mais teria paz, pois seria constantemente perseguida pela Capital, e a prova disso era que o presidente Snow estava programando o casamento de Peeta e Katniss, mas antes disso ele ainda armou uma nova emboscada: na edição especial de aniversário de setenta e cinco anos dos Jogos Vorazes, todos os participantes seriam os antigos vencedores e no distrito doze havia apenas três vencedores: Haymitch, Katniss e Peeta...
Sim, os vitoriosos são os nossos mais fortes. São os que sobreviveram à arena e escaparam das agruras da pobreza que estrangula o resto de nós. Eles, ou será que deveria dizer nos, somos a própria esperança encarnada onde não há nenhuma esperança. (Pág. 189/190)
Eu também me rendi à adrenalina viciante de Jogos Vorazes e confesso que quase desisti de terminar o livro com medo do que estaria por vir. Em uma vida difícil, onde a pobreza e a carência era presenças constantes, a restrição à liberdade, tudo muito revoltante, principalmente o abuso de poder dos governantes de Panem, que fazia uso da vida humana como se ela não valesse nada. Agora??? Correr pra ler o último!


Collins, Suzanne. Em chamas. Rio de Janeiro: Rocco Jovens Leitores, 2011.


Read more...

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados