Coragem para viver - Marcelo Cezar

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Coragem para Viver - Você tem ideia de como você se vê? Já parou para refletir sobre suas crenças a respeito de amor, trabalho, relacionamento, dinheiro, família e sexo? Coragem para viver conta a história de pessoas que, dominadas pelas ilusões do mundo, tomaram medidas extremas para solucionar seus problemas e chegaram ao fundo do poço, mas cada uma, à sua maneira, deu a volta por cima e redescobriu o verdadeiro gosto pela vida.
A tendência de todo ser humano é ficar preso a tabus e paradigmas. Crescemos com a ideia errônea de que “devemos”. Devemos ter medo, devemos ser conformados, devemos ser acomodados... Mas estamos errados.
Celina é uma mulher passiva que se cala a qualquer palavra de Rodinei seu marido. Ela acredita que por ele ser o marido e provedor da casa, o que disser é lei, ainda que sejam humilhações direcionadas a ela e seus filhos Tales e Júlia. Júlia ainda é pequenina e não compreende as aflições e angústias que tomam conta de seu lar, mas Tales já está com dez anos e sabe discernir muitíssimo bem o certo do errado, e ele tem plena consciência de que tanto seu pai, quanto sua mãe estão errados na forma de conduzir a família: pelo medo e pela opressão. Ainda novo, ele já enfrenta seu pai, determinado a não se intimidar pelo autoritarismo, ao mesmo tempo em que fica revoltado com a inércia de Celina. Um dia ele briga na escola e quando ele espera uma reprimenda do pai, acaba surpreendido quando este o parabeniza pela sua bravura ao não se deixar humilhar na escola. Neste momento seu pai declara que Tales tem o seu respeito, pois ele é um garoto que se dá ao respeito e que se dá o devido valor, e que sua mãe não possuía nem uma coisa e nem outra. Ao ouvir estas cruéis palavras, Celina toma a decisão de por um fim na sua vida, para que todos sofressem e sentissem sua falta, sem saber que a vida toma rumos diferentes, de acordo com a sabedoria divina.
Valdir quando jovem se casou e teve um filho com Mara, mas antes da criança nascer ele viu que Mara tinha apenas interesse na fortuna da família e não se conformava com o fato de Valdir não usufruir do dinheiro, já que ele não era originado de trabalho respeitável. Mara descambou para o mundo das drogas e nem quis saber do filho quando este nasceu. Valdir então acaba se apaixonando por Noeli, a babá da criança e juntos eles assumem a criação de Rafael. Assim como o pai Valdir, Rafael cresceu cheio de receios, sem vontade e iniciativa de se arriscar em nada, apenas acomodados no conforto que a família podia oferecer.
Muitas vidas que se cruzam em função do livre arbítrio de cada um e que juntos terão algo para ensinar ao outro.
- Todo ser humano pode se recuperar, mudar, escolher um novo caminho. O poder de escolha é muito forte. Infelizmente, muitos não se dão conta desse poder. Acreditam que não pode mudar, que o destino está traçado. (Pág. 23)
Adoro quando pego livros que desmistificam coisas que ouvimos a vida inteira. E este livro tem muito disto. Aprender que não existe certo e errado, mas sim consequências das decisões que tomamos, é a verdade mais profunda que o ser humano pode aprender. Mara, Rafael, Sophia, Noeli, Leda, Tales, Júlia e tantos outros, nos mostram que devemos antes de tudo nos respeitarmos para que os outros venham nos respeitar também, e que nossas decisões são apenas nossas e de mais ninguém. Aprendemos muito mais quando tratamos a vida com sinceridade. Recomendo como uma lição de vida.

Cezar, Marcelo. Coragem para viver. São Paulo; Vida & Consciência, 2015.


Comentários:

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados