Jardim Secreto - Johanna Basford

terça-feira, 31 de março de 2015

Jardim Secreto - Faça um passeio por estes lindos jardins e se aventure em uma caça ao tesouro tão fascinante que todos os seus problemas ficarão para trás. As ilustrações ricas em detalhes estão só esperando por você para ganhar vida. Divirta-se procurando as diversas criaturas escondidas nestas páginas. Complete os espaços em branco, escolha suas cores preferidas, faça seus próprios esboços e crie um universo deslumbrante onde não há lugar para o estresse. Jardim secreto é um livro para todas as idades, que nos permite esquecer as adversidades do dia a dia através dos desenhos e que busca trazer à tona o artista que existe em cada um de nós.

E quando você olha para um livro e torce o nariz? Esta sou eu, quando vi o lançamento de Jardim Secreto. Não sei ao certo o que pensei, se achei fútil, bobo. O que eu sei com certeza que, no encontro de fevereiro do Clube das Chocólatras, não se falava em outra coisa. Foi com fogo no capim seco. De repente estavam todas nós procurando o livro desesperadamente para comprar. E o livro estava esgotado na maioria das livrarias. Daí, foi todo mundo em pânico. Vigiando sites de compras, lojas e nada do livro voltar. Começou uma vigília coletiva, uma contando para a outra, onde tinha o livro, frete e prazos de entrega. Quem já tinha seu livro em mãos, começando a colorir, e eu babando e chorando, já que ainda não tinha comprado o meu. Até que finalmente achei o livro e corri pra comprar, daí foi só ansiedade esperando chegar. E quando chegou... que alegria e começou a ansiedade para começar a colorir. Eu que tinha comprado uma caixa de 48 cores aquarelável, me via vigiando o que mais teria de interessante em termos de ferramentas artísticas amadoras. E logo me vi no meio de um turbilhão de dicas de lápis de cores, canetinhas e gizes de ceras. Resultado???
- 01 Caixa de lápis 48 cores Aquarelável;
- 01 Caixa de 13 cores metálicos
- 01 Caixa de 12 cores Misturinha
- 01 Caixa de 08 cores + 02 Canetinhas Neon
- 01 Caixa de 12 gizes de cera + 03 Neon
- 01 Caixa de 36 Cores Norma
- 01 Caixa de 24 Canetinhas Color'Peps
- 01 Caixa de 12 Canetinhas hidrográficas
- 01 Caixa de Microline
- 04 Lápis avulsos

E ainda quero mais, a lista não para de crescer. Mas acima de qualquer surto consumista para tantos lápis e canetinhas e gizes, encontrei também o prazer extremamente relaxante de ficar horas colorindo, escolhendo o tom perfeito e as cores ideais para um belo efeito. Sem vergonha de ser julgada, simplesmente relaxando e soltando a inspiração. Vou estar mantendo-os atualizados sobre a evolução dos trabalhos, mas seja você também um inspirado artista amador. Relaxe nas asas deste novo prazer.


Minha capa colorida




Read more...

Momento música #172

segunda-feira, 30 de março de 2015

Bom dia!

Final de março e inicio de abril. Um fim e um Novo Começo. Mais uma oportunidade de fazermos Melhor! Então vamos curtir?

Happy - Pharrel Willians


Read more...

Caçadores de Tesouros - James Patterson e Chris Grabenstein

quarta-feira, 25 de março de 2015

Caçadores de Tesouros - CAÇAR TESOUROS? ENFRENTAR PIRATAS? MOLEZA! ESSA TURMA É RADICAL!
Os pais de Bick Kidd são caçadores de tesouros mundialmente famosos, que desapareceram misteriosamente.
Agora, Bick e os seus irmãos Beck,Tommy e Tempestade precisam cumprir a última grande missão de seu pai e sua mãe. Mas a vida dos garotos corre perigo agora que eles estão sozinhos no meio do oceano.
Junte-se a esta aventura, na mais perigosa e divertida caçada da sua vida!
A historia dos Caçadores de Tesouros é contada por Bick, e ele começa narrando como foi o dia em que ele e seus irmão viram, pela ultima vez, o pai deles. Foi em uma terrível tempestade enquanto eles estavam em alto mar no navio deles, o Perdido, o pai deles, Dr. Thomas Kidd mandou que fossem para dentro do barco enquanto ele terminava de ajustar as coisas do navio; porém, quando a tempestade acabou, as crianças não conseguiram encontrar o pai em lugar nenhum do barco. Fazia apenas 3 meses que a mãe deles desaparecera, em Chipre, e Bick tinha certeza de que ela estava viva, enquanto suas irmãs já tinha aceitado a morte dos pais, mesmo sem confirmação.

E assim começa a jornada de Bick, Beck (sim, eles são gêmeos), Tempestade e Tommy, as crianças Kidds, agora órfãos, em alto mar, com um navio quase destruído pela tempestade que aconteceu, - e sem dúvidas, tudo o que eles menos querem é ter uma vida normal tendo que ir para escola, e uma rotina monótona igual às pessoas que vivem em terra firme. E assim, eles decidem que irão continuar a serem caçadores de tesouro, já que os seus pais eram mundialmente conhecidos por isto, e afinal, esse é o negocio da família, Beck é uma ótima negociadora, Tempestade pode memorizar qualquer manual, livro, enciclopédia, mapa, tudo, já que tem uma memória fotográfica; Tommy é um ótimo piloto, apesar de ser o cabeça de vento da família, ele conseguiria levá-los à qualquer lugar dos sete mares, e Bick é um ótimo mergulhador e sempre auxiliou os pais nos mergulhos de caça. Ou seja, o time perfeito para isso.

Tudo iria muito bem, até um pirata esquisito aparecer e leva-los para o Grande Homem, Louie Louie, um homem que negocia mercadoria com qualquer um que queira negociar. A partir deste momento, tudo começa mudar na vida dos Kidds; surfistas piratas, policiais, antigos negociadores dos pais deles, mapas de tesouros, tagarelice dos gêmeos e tudo mais. Será que eles conseguirão encarar essa aventura?

Tremendo um pouco, fomos nos aproximando até formarmos um círculo pequeno e nos abraçamos com força. Nós quatro éramos o que havia sobrado da família.

Eu estava super empolgada para ler  Caçadores de Tesouros, primeiro porque adoro livros infanto-juvenis neste estilo, segundo porque é do James Patterson, - e depois de ler Projeto Angel espero apenas coisas boas dele, e terceiro porque tinha ilustrações, ilustrações = amor. E não me arrependi, nem me decepcionei em nenhum momento da história.

O livro é contado em primeira pessoa, por Bick, e ilustrado por Beck; e assim como em  Projeto Angel, o narrador conversa diretamente com o leitor, e os gêmeos trocam farpas durante a narração e a ilustração, o que torna a leitura mais divertida e traz bem aquela relação de "amor e ódio" de irmãos. O melhor de livro ilustrado é ter um complemento da descrição narrada, e assim imaginar a história com mais detalhes. E já que é um livro bem voltado para crianças, isso é maravilhoso.

Assim como outros livros do selo #Irado, ele tem capa dura, ilustrações amorzinhos, e a leitura flui bem, estou amando as publicações deste selo. Não encontrei nenhum erro gramatical durante a leitura, e amei cada detalhezinho do livro e da história (até porquê, cita o caso de Al Capone, sou fascinada neste caso, rs). Recomendo a leitura para pessoas que gostam de livros de leitura leve e cheia de aventura, é uma ótima opção para passar o tempo e deixar os pensamentos leves.


sobre o autor
Eduarda Galvão, 19 anos, Brasília. Cheia de esquisitices e manias. Apaixonada por livros e personagens. Louca por filmes e séries. Com mania de colecionar livros, canecas e amores..

Read more...

Para Sir Phillip, com amor - Julia Quinn

sexta-feira, 13 de março de 2015

Para Sir Phillip, Com Amor - Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. 
Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. 
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? 
Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. 
Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro. 
A sua vida inteira Eloise acreditou que seria uma solteirona, principalmente após recusar seis pedidos de casamento. Mas como ela tinha sua amiga Penélope que nunca tinha recebido nenhum, ela se sentia feliz, pois mesmo na solteirice ela contaria com sua melhor amiga... Até que seu irmão Colin pede a mão de Penélope e eles se casam. Até então Eloise não tinha tido a necessidade de partilhar sua vida, pois para ela, ela se bastava. Eloise decide então aceitar o convite de Phillip, um baronete que vive um pouco distante de Londres, foi casado com sua prima em quarto grau e que ficou viúvo há um ano. Desde que soube do falecimento de sua prima, ela que tinha verdadeira paixão por escrever cartas, escreveu uma para Sir Phillip prestando suas condolências. Phillip que vivia uma vida reclusa correspondeu àquele delicado gesto e desde então os dois se correspondiam com regularidade. Após algumas cartas Phillip convida Eloise para que ela se hospede na casa dela, e que caso eles deem certo, pedi-la em casamento. Como isto em mente, Eloise foge de casa sem comunicar a ninguém o seu paradeiro, nem mesmo ao seu anfitrião que se surpreende com sua inesperada chegada. Mas surpresa mesmo fica Eloise ao descobrir que Phillip tem dois filhos, um casal de gêmeos de oito anos que toca o maior terror a todos que vão trabalhar na casa, e não fazem diferente com ela. Eloise e Phillip descobrem que a personalidade de ambos é um pouco mais forte do que demonstrado nas delicadas cartas trocadas: ela é atrevida e fala o que pensa na lata sem medir as palavras e ele é um recluso inveterado que deixa os próprios filhos entregues aos empregados apenas para não ter nenhum trabalho e não ser perturbado em seus experimentos botânicos. Mesmo assim eles estão dispostos a se dar um tempo para se conhecerem e decidirem ou não pelo enlace, principalmente porque Eloise percebe-se angustiada com a decisão de se casar, já que o encontro dos dois está muito longe de ser arrebatador, conforme ela imaginava. Porém um acontecimento irá virar tudo de cabeça para baixo: seus quatro irmãos descobrem seu paradeiro e chegam para resgatá-la e agora ela terá que escolher por bem ou por mal.
Queria apagar aquele olhar aflito de seu rosto, queria ajuda-lo a cicatrizar suas feridas.
Queria fazer de Phillip a pessoa que sabia que ele era. (Pág.126)
O que se deve dizer de um romance que me sentir várias emoções diferentes? Me fez dar risadas com presepadas de personagens tão queridos e sedutores, me fez chorar com sentimentos tão fortes que me inundaram e que me fez sorrir, docemente, com uma linda história de amor. Eloise é uma mulher que passou da idade de casar, mas que não está nenhum pouco preocupada com o assunto. Ela está à frente do seu tempo e faz o que gosta: escrever cartas. Curiosa e inquieta, ela nos diverte ao bater de frente com Phillip, os gêmeos e até mesmo seus irmãos, e também nos emociona com sua maturidade e determinação. Uma história deslumbrante que também vai te emocionar.


Quinn, Julia. Para Sir Phillip, com amor. São Paulo: Arqueiro, 2015.


Read more...

Quando um homem ama uma mulher - Bella Andre

quarta-feira, 11 de março de 2015

Quando Um Homem Ama Uma Mulher - "Os olhos de Jack estavam mais negros, até mesmo mais intensos, do que ela se lembrava conforme ele caminhava em sua direção. Ela se esforçou para suas pernas não tremerem, e para não sair correndo direto para os braços dele." Para Mary Sullivan, reunir-se com os oito filhos, genros, noras e netos no chalé do Lago Tahoe é sempre um motivo de alegria. Cada um dos objetos que decoram a casa traz consigo um turbilhão de lembranças, todas elas guardadas com muito carinho em seu coração. Ao acender a lareira em mais uma noite de inverno, Mary imediatamente volta aos dias do início do seu tórrido romance com Jack, vivenciando novamente o amor que mudaria a sua vida para sempre.
Mary é uma mulher que soube sonhar alto, mesmo sacrificando a convivência com sua família. Filha única de uma família italiana simples, mas de elevados valores morais, desde pequena ela sonhou com tudo o que haveria além das fronteiras da pequena vila que nasceu. Até que um dia ela foi descoberta por um famoso fotógrafo de moda e a convidou para trabalhar e mesmo contrariando sua mãe ela foi correr atrás dos seus sonhos e até então não voltou mais. Passados dez anos sem ter mais notícias da família, Mary mais uma vez decide sonhar mais, abandonar a carreira de modelo no auge e fazer algo novo. Durante o seu último ensaio em uma Praça de São Francisco ela vê Jack pela primeira vez e as emoções que assolam são maiores do que ela poderia imaginar. Devido ao seu grande sucesso, por muitas vezes acabou sendo vítima de oportunistas que queriam apenas estar com ela por sua beleza e sucesso, o que acabou contribuindo para que fosse mais reservada.
Jack é um jovem e promissor engenheiro que por dez anos sonhou e realizou o sonho de criar uma moderna agenda eletrônica com seus melhores amigos, e agora para conseguir vender sua invenção ele precisava torna-lo mais atrativo e enquanto andava pelas ruas pensando em como fazer isto, ele vê a mulher mais linda que já tinha encontrado em sua vida. Extasiado e hipnotizado por aquela que viria a ser a sua amada, ele fica ali horas assistindo aquele ensaio fotográfico. Ao fim do ensaio ele a convida para um café e os dois se falam pela primeira vez. Atraídos, eles percebem logo a tensão sexual entre eles, mas ao fazer o convite para que Mary estrele a campanha da agenda, ela decida manter as relações pessoais bem separadas das profissionais. Um encontro, um desencontro e uma linda história de amor, começa a nascer entre estas duas almas apaixonadas e puras.
Nenhum homem nunca a beijara daquela forma antes. Como amigo.
E ela nunca antes se aninhou tão facilmente nos braços de um homem, como se finalmente tivesse encontrado o lugar em que deveria estar. (Pág.85)
É estranho começar a ler um livro sabendo o final e eu achei que não iria gostar, já que para todos que acompanha a série dos Sullivan´s, sabe o que aconteceu com o pai destes irmãos apaixonantes. Mas me surpreendi, já que conhecer o fim, não significa em nada conhecer a essência da linda história de amor que os uniu. Pelo contrário, transformou o enredo mais doce, mas apaixonante. Foi com o peito apertado que fui desvendando os percalços de um amor tão grande e tão bonito. Com certeza eu recomendo esta inebriante história de amor, pois eu e me apaixonei mais ainda pela mamãe Sullivan.



Andre, Bella. Quando um homem ama uma mulher. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2015.

Read more...

Lançamentos Novo Conceito

terça-feira, 10 de março de 2015


Autor(a): Cecelia Ahern
Gênero: Drama
Nro Páginas: 384
ISBN: 9788581636832
Sinopse:
Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.

Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.

Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.
Autor(a): Sarah Jio
Gênero: Drama
Nro Páginas: 336
ISBN: 9788581637211
Sinopse:

SEATTLE, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho.

Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade.

Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve.

Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos,

Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.


Read more...

Momento música #171

segunda-feira, 9 de março de 2015

Bom dia!
Que esta semana se inicie Abençoada Para Todos!

The history - Brandi Carlile


Read more...

O Grande Ivan - Katherine Applegate

sexta-feira, 6 de março de 2015


Meu nome é Ivan. Eu sou um gorila. Não é tão fácil quanto parece... Ivan mora dentro de um shopping e nunca tinha pensado em voltar para a natureza até o dia em que a pequena Ruby, um filhote de elefante, foi comprada pelo dono do circo. Baseado em fatos reais, O GRANDE IVAN é uma história deliciosa, cheia de humor, ao mesmo tempo doce e inteligente, sobre os direitos dos animais e sobre a força da amizade. Não importa quantos anos você tem... Você deveria ler este livro hoje, agora mesmo. Aliás, o que você está esperando para começar?
Ivan é um gorila das costas cinza-prateadas e que pesa 180 quilos. E deveria ser um grande líder de um grupo de gorilas, - e seria, se não tivesse sido tirado do seu habitat natural pelos humanos. Desde então Ivan vive com Mack, inicialmente morava junto com ele mas quando cresceu demais para a vida humana, seu dono o colocou em um domínio no shopping onde se tem outros animais que recebem visitas diariamente de crianças curiosas e nem sempre tão amigáveis.

O gorila tem seus melhores amigos ao seu lado, Stella, uma elefanta muito inteligente e que é ótima em contar histórias. E Bob, um vira-lata que nem sequer poderia entrar no shopping, mas que está sempre lá e todas as noites usa o barrigão espaçoso de Ivan como cama. E também tem Júlia, uma garotinha que os visita todas as noites já que o seu pai cuida da limpeza do local. Apesar da ilustração da entrada do shopping conter uma imagem de um animal selvagem, desgrenhado e nervoso, Ivan está muito longe de ser assim; tem uma paciência enorme e tenta sempre compreender os humanos e suas manias estranhas e hábitos desnecessários.

Após um tempo o show daqueles animais já não recebem mais tantas visitas, e já não rende tanto dinheiro como deveria. Então Mack compra uma filhote de elefante, Ruby, afinal, todo mundo gosta de filhotinhos, e ela atrairia muitos visitantes gastadores de dinheiro. Stella logo se apega à sua miniatura, e acalma a criancinha assustada; mas uma infecção antiga em sua perna volta e ela não resiste, mas antes de morrer faz com que Ivan prometa que não deixará a pequena Ruby passar o resto de sua vida naquele lugar solitário onde eles não eram bem cuidados.

E aí começa a missão do Grande Ivan, que agora tem alguém para proteger como todo líder deve fazer. Seu plano é fazer com que Ruby seja levada para o zoológico da cidade, afinal, lá os animais convivem com outros de sua especie, são bem tratados, e não são obrigados à aprenderem truques para apresentar todos os dias. Mas afinal, como ele fará isso já que não tem como se comunicar com os humanos?
Com o passar dos anos, aprendi a entender as palavras humanas, mas entender o que os humanos dizem não é a mesma coisa que entender os humanos.
Eles falam demais. Tagarelam como chimpanzés, enchendo o mundo com seus barulhos mesmo quando não têm nada a dizer.
 Bom, eu estou completamente apaixonada nessa história, no ponto de vista que a autora propôs e tudo. A historia de Ivan é real, porem os outros personagens foram inventados. Ivan foi um gorila que passou 27 anos em um shopping em um circo de um shopping em Atlanta, e sem ver nenhum outro animal de sua especie, E como a autora escreveu "...eu quis dar a Ivan uma voz e uma história a ser contada. Eu quis dar a ele alguém para proteger e a oportunidade de ser o poderoso gorila das costas cinza-prateadas que ele nasceu para ser".

É como diz na sinopse do livro, não importa a sua idade, você deveria lê-lo. Mesmo sendo uma história infantil ele nos passa uma mensagem que deve ser repensada por todos nós: até onde vão os limites de usar uma vida para nossa satisfação e diversão? A mensagem passada é simplesmente linda, e escrita de uma forma que dá para todos entenderem e se perguntar se vale mesmo sacrificar coisas para alcançar alguns objetivos, como o dinheiro, que é o caso de Mack.

Os personagens são simpáticos, e a história é contada em primeira pessoa por Ivan, com uma visão inocente e sempre atento ao que está acontecendo com os outros personagens. Os cenários e as cenas são bem descritos. E a linguagem é bem simples, com poucas frases por paginas, de leitura rápida, como todos os livros infantis.

Eu simplesmente amei o livro ser de capa dura, (sou apaixonada em livros de capa dura), as ilustrações são super fofas. E não encontrei nenhum erro de digitação durante a leitura, E gostei mais ainda de saber que quase todos os livros do selo #irado tem esse mesmo estilo. Enfim, recomendo muiiito a leitura deste livro, se você for adulto, adolescente, criança, se você tem criança pequena leia para ela; enfim, só leia porque a história é maravilhosa e ótima para acabar com aquela ressaca literária que livros mais elaborados nos deixam.


ApplegateKatherine O Grande Ivan. Ribeirão Preto, SP: Novo conceito Editora, 2014. 


sobre o autor

Eduarda GalvãoEduarda Galvão, 18 anos, Brasília. Cheia de esquisitices e manias. Apaixonada por livros e personagens. Louca por filmes e séries. Com mania de colecionar livros, canecas e amores..

Read more...

O primeiro telefonema do céu - Mitch Albom

quarta-feira, 4 de março de 2015

O Primeiro Telefonema do Céu - Como você se sentiria se um dia recebesse uma ligação de alguém que ama muito e que já se foi? Numa sexta-feira comum, o telefone de Tess Rafferty toca. É sua mãe, Ruth, que morreu quatro anos antes. Em seguida, Jack Sellers e Katherine Yellin recebem ligações semelhantes, do filho e da irmã, também já falecidos. Nas semanas seguintes, outros habitantes de Coldwater afirmam que estão em contato direto com o além, e que seus interlocutores lhes pediram para espalhar a boa-nova ao maior número possível de pessoas. A mensagem é simples: o céu existe, e é um lugar onde todos são iguais. Em pouco tempo, correspondentes de diversos meios de comunicação aportam na cidade para transmitir os desdobramentos do fenômeno que pode ser o maior milagre da atualidade. Visitantes do país inteiro começam a surgir, as vendas de telefone disparam e as igrejas se enchem de fiéis. Apenas uma pessoa desconfia da história: Sully Harding, ex-piloto das Forças Armadas. Após quase morrer num desastre aéreo, perder a mulher e cumprir pena por um crime que não cometeu, ele não acredita num mundo melhor, muito menos após a morte. E quando seu filho pequeno começa a esperar uma ligação da mãe morta, ele decide provar que estão todos sendo enganados. O primeiro telefonema do céu é uma história de mistério e, ao mesmo tempo, uma reflexão sobre o poder da conexão humana. Em uma narrativa que vai tocar sua alma, Mitch Albom prova mais uma vez por que é um dos autores mais queridos da atualidade.
Um acontecimento inesperado toma conta da pequena Coldwater quando alguns dos seus moradores anunciam ter recebido telefonemas de entes queridos e até mesmo um ex-funcionário que já morreu. O certo é que alguns receberam a notícia com cautela e outros com esperança de ser o próximo a ser agraciado com tão belo milagre. Tess Rafferty não sai mais de casa e não deixa ninguém atender o precioso telefone da cozinha. Katherine Yellin não desgruda mais do celular cor de rosa de sua irmã, esperando por uma ligação dela. O chefe de polícia Jack Sellers precisa ser forte ao ouvir a voz do filho que foi morto na guerra e Elias Rowe foge assombrado quando um ex-funcionário falecido lhe telefone para lhe cobrar. Todos reagem de forma diferente, mas não há como negar que todos ficam mexidos com os últimos acontecimentos. A cidade começa a ser invadida por repórteres de diversos lugares, em busca de um furo de reportagem, os moradores começam a ser assediados a qualquer lugar que estejam e o único que não acredita em nenhum momento é Sullivan Harding, um ex piloto que sofreu um grave acidente, foi expulso das forças armadas, julgado e preso ao mesmo tempo que perdia sua amada esposa. Depois de cumprida sua pena, lhe resta apenas o recomeço doloroso sem a esposa e criar o filho que assim como os demais moradores, anseia por um telefonema do céu.
Desde que as religiões existem, existem os amuletos – pingentes, anéis, moedas, crucifixos – assim como a crença das pessoas em seus poderes benéficos. Da mesma forma que os antigos fiéis mantinham esses amuletos por perto, Katherine Yellin agarrava-se agora ao celular rosa que pertencera à irmã. (Pág.73)
Uma história que me emocionou muito, pois quem não gostaria de ser possível conversar com um ente que muito amamos e que já partiu? A história resume bem esta contradição de sentimentos, esperanças e fé. Enquanto alguns ficaram maravilhados com os telefonemas do céu, outros consideraram que só contribuiu para alimentar a dor. A maneira que cada um alimenta a sua fé é pessoal, mas é quase unânime a vontade de que aquele ente volte. Ao longo dos capítulos temos também a história da invenção do telefone e que achei extremamente curioso. É justo destruirmos os sonhos dos outros? Destruirmos a sua fé? Gostaríamos que o fizessem com os nossos? A história me levou a refletir na verdade de cada um, que alimentamos e nos movem. Recomendo para que possamos refletir sobre o certo e o errado, o justo e o injusto. E principalmente refletir na grandeza e mistérios do universo.

Albom, Mitch. O primeiro telefonema do céu; São Paulo, SP: Arqueiro, 2014.


Read more...

Greta - Mônica de Castro pelo espírito Leonel

terça-feira, 3 de março de 2015

Greta - Lurdinha é babá de Tiago, um garoto adorável. Um dia, porém, um terrível acidente acontece e afeta drasticamente a vida da moça. Triste e desiludida, ela tenta viver como pode. Em sua jornada pela sobrevivência, nasce uma nova mulher: Greta!

Felícia e Artur são uns casais jovens e bem sucedidos que comemoram o aniversário de cinco anos de seu único filho. Todos estão envolvidos na organização deste dia tão alegre, e o garoto está sob os cuidados da sua babá Lurdinha. Lurdinha é uma moça simples que veio do Piauí e trabalha com a família desde que Tiago nasceu e ela tem um carinho muito especial pelo garoto. Mas jovem e ainda suscetível dos arroubos da juventude, se apaixonou por Hélio o motorista da casa e os dois ficavam de namoricos escondidos nos cantos da casa. Em um destes infelizes momentos de distração, ela se descuida e Tiago cai na piscina, vindo a falecer no dia de se aniversário. A dor e a revolta tomam conta de Artur e Felícia que se entrega ao desespero profundo, enquanto que Artur ainda consegue manter um pouco da razão, assim mesmo ele demite Lurdinha sem direito a nada e ainda divulga nos jornais. Desesperada Lurdinha sai da casa de seus patrões sem dinheiro e sem rumo, em busca de novo trabalho. Mas ela ficou marcada injustamente como babá assassina e não consegue arrumar nenhum emprego e acaba indo morar nas ruas do Rio. Artur e Felícia passam então a ter uma difícil convivência, se mudam de residência, mas nada é capaz de tirar Felícia do abismo em que se encontra. A convivência como casal também não existe mais, eles mal conseguem ficar no mesmo ambiente mesmo Artur tentando retomar seu casamento, mas Felícia se recusa veementemente de tão apegada que ainda se encontra à morte de Tiago. Muitas cicatrizes a serem curadas e que deverão trilhar um longo caminho que os levarão a encontros e desencontros, testando não só a resistência, mas a fé de cada um ao trilhar o caminho imposto por suas escolhas.
A imagem se esvaneceu, e Felícia encarou Tiago, coberta de angústia. Vira-se nos olhos daquela mulher, mas não compreendia bem o que havia acontecido. Parecia uma fita de cinema, mas era como se ela fosse personagem daquele filme de terror. (Pág.156)
Eis que temos mais uma lição de fé. Ao caminharmos na terra, sabemos que viemos com uma missão, mas muitas vezes ou quase sempre não sabemos qual é. Lutamos, amamos e choramos, e por muitas vezes não compreendemos o nosso merecimento, mas é certo que nada é por acaso. Precisamos mesmo é buscar compreender e fazer o bem, perdoar e ser feliz com nossas escolhas, e este livro nos mostra o quanto é possível ser feliz ao perdoarmos evitando o sofrimento desnecessário.

Leonel (Espírito); psicografado por Mônica de Castro. São Paulo, SP: Centro de estudos Vida & Consciência, 2014.


Read more...

Momento música #170

segunda-feira, 2 de março de 2015

Bom dia Queridos!

Mais uma Oportunidade de recomeço:. Uma nova semana em um novo mês E pra curtir muito, música ...

Esta é mais uma música da Trilha sonora do Livro O segredo de Ella e Micha.

All the Same - Puppies Snick




Read more...

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados