Lançamento Arqueiro

terça-feira, 9 de dezembro de 2014



De Patrick Rothfuss: A música do silêncio


“Talvez você não queira comprar este livro. Eu sei, não se espera que um autor diga esse tipo de coisa. Mas prefiro ser honesto com você logo de saída. Acho justo avisar que esta é uma história um pouquinho estranha. Não gosto muito de dar spoilers, mas basta dizer que esta aqui é... diferente. Não tem um monte de coisas que se espera de uma história clássica.

Por outro lado, se você gosta de palavras e mistérios e segredos, este livro tem muito a lhe oferecer. Se sente curiosidade sobre os Subterrâneos e a alquimia. Se deseja conhecer melhor os meandros ocultos do meu mundo...

Bem, nesse caso, talvez este livro seja para você.” – Patrick Rothfuss

Debaixo da Universidade, bem lá no fundo, há um lugar escuro. Poucas pessoas sabem de sua existência, uma rede descontínua de antigas passagens e cômodos abandonados. Ali, bem no meio desse local esquecido, situado no coração dos Subterrâneos, vive uma jovem.

Seu nome é Auri, e ela é cheia de mistérios.

A música do silêncio é um recorte breve e agridoce de sua vida, uma pequena aventura só dela. Ao mesmo tempo alegre e inquietante, esta história nos oferece a oportunidade de enxergar o mundo pelos olhos de Auri. E nos dá a chance de conhecer algumas coisas que só ela sabe...

Neste livro, Patrick Rothfuss nos leva ao mundo de uma das personagens mais enigmáticas da série As Crônicas do Matador do Rei. Repleto de segredos e mistérios, A música do silêncio é uma narrativa sobre uma jovem ferida em um mundo devastado.


SOBRE O AUTOR:

O primeiro romance de Patrick Rothfuss, O nome do vento, volume inaugural da série As Crônicas do Matador do Rei, tornou-se um sucesso no mundo inteiro. Foi publicado em mais de trinta países e
é considerado a estreia mais brilhante no gênero literatura de fantasia nos últimos anos. Rothfuss ganhou o Quill Award (prêmio literário americano cujos vencedores são escolhidos pelos leitores) de melhor livro de literatura fantástica, entre outras condecorações, e recebeu elogios de escritores importantes como George R. R. Martin, Ursula K. Le Guin, Orson Scott Card e outros.

O temor do sábio, continuação da série, alcançou o primeiro lugar na lista do New York Times.

Rothfuss mora em Wisconsin, nos Estados Unidos, onde fabrica hidromel, constrói fortes com caixas de papelão junto com os filhos e dirige a Worldbuilders, instituição beneficente que gira em torno dos livros. Ele também conta histórias em seu blog: patrickrothfuss.com.


TRADUÇÃO: Vera Ribeiro
  
TÍTULO ORIGINAL: The Slow Regard of Silent Things

 Twitter: @editoraarqueiro

Facebook: /Editora.Arqueiro

Instagram: /editoraarqueiro

www.editoraarqueiro.com.br



 De Lene Kaaberbøl e Agnete Friis: Morte invisível

RESENHA:

“Kaaberbøl e Friis retornam com uma continuação irresistível de O menino da mala. Trazendo uma trama intricada, personagens atraentes e um desfecho tenso, este ousado thriller estabelece as autoras no panteão
dos romances policiais escandinavos.”
– Library Journal

Morte invisível é impactante. Uma história que acelera em direção a um final épico, que deixa o leitor ao mesmo tempo chocado e maravilhado. Um livro imperdível.” – Book Reporter

Em meio às ruínas de um hospital militar soviético no norte da Hungria, Pitkin e Tamás procuram antigos suprimentos e armas que possam vender no mercado negro, até que acabam encontrando algo mais valioso do que poderiam imaginar.

Ali está a esperança dos meninos ciganos de deixar a pobreza, de quitar as dívidas da família, quem sabe de se livrar um pouco do preconceito que sofre o seu povo. Porém, suas boas intenções podem provocar a morte de um número alarmante de pessoas.

Na Dinamarca, a enfermeira Nina Borg também se preocupa com o bem-estar dos desfavorecidos, e por isso colocará sua vida em risco mais uma vez. Chamada às pressas para cuidar de um grupo de ciganos húngaros, ela descobre uma doença misteriosa que se espalha de forma implacável. Ao investigar o caso, percebe que há algo de podre em toda aquela história, um segredo perigoso, guardado a sete chaves pelos imigrantes, que pode envolver terrorismo e fanatismo.

Nesta continuação de O menino da mala, Nina acabará colocando sua família na mira de criminosos e se verá diante de uma crise sem precedentes que mobilizará o país.


SOBRE AS AUTORAS:

Agnete Friis é jornalista e escritora infantojuvenil. Lene Kaaberbøl já publicou mais de trinta títulos e vendeu mais de dois milhões de livros como autora de fantasia, ganhando prêmios nacionais e internacionais. A série Nina Borg já foi traduzida para 26 idiomas.


TRADUÇÃO: Marcelo Mendes
  
TÍTULO ORIGINAL: Et stille umærkeligt drab
  
Twitter: @editoraarqueiro

Facebook: /Editora.Arqueiro

Instagram: /editoraarqueiro

www.editoraarqueiro.com.br

Comentários:

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados