Um herói para ela - Lu Piras

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Bianca sempre quis ser roteirista de cinema. Para realizar seu sonho, ela sai do Brasil para estudar na famosa New York Film Academy. Em meio às emoções da nova vida na Big Apple, um rapaz misterioso acaba salvando a vida de Bianca em duas situações diferentes. Tudo o que ela sabe é que o seu herói tem no braço uma misteriosa tatuagem. Sem pistas sobre o seu protetor, ela é convidada para um show da banda The Masquerades, cujos componentes escondem os rostos atrás de máscaras. Uma rosa branca cai sobre o seu colo, arremessada pelo vocalista. Decidida a desvendar a identidade do mascarado, Bianca invade o camarim da banda. A surpresa que a aguarda por trás daquela porta poderá mudar o seu destino. Uma história cheia de humor e romance. 
Bianca é uma jovem advogada insatisfeita com a carreira. Filha única acabou seguindo a carreira do pai sem realmente levar em consideração o que ditava seu coração. Ela é estagiária de um escritório e sofre com os assédios do chefe, assim como o regime de escravidão imposto pelo cargo. Sua mãe não gosta de ver a filha sofrendo com as suas inseguranças, e a maior prova de que Bianca está sem rumo, são as constantes trocas de namorados e os tipos mais bizarros. Sua mãe que é bem atirada resolve inscrever Bianca em curso de roteirista de curta temporada em Nova Iorque escondida dela. E para isto, ela e o marido inventaram uma desculpa bem da esfarrapada para que Bianca assinasse sem saber, ao termo de inscrição. Porém seu pai fica com a consciência pesada e acaba entregando a armação, se sentindo culpado pela filha assinar um documento sem ler. A princípio Bianca fica revoltada, mas os pais acabam por convencê-la a arriscar mais pelos seus sonhos. Bianca desembarca então na grande Nova Iorque com a cara e a aprovação para frequentar o curso. Ela vai morar em um apartamento no bairro italiano junto com outra brasileira, Mônica e um Natalya, uma russa da muito invocada e boca-dura. Mônica sonha em ser atriz e este é seu objetivo, enquanto que Natalya é uma moradora mais permanente da cidade, ela trabalha em uma boate e namora o proprietário, conhecido por não ser boa companhia. Nesta casa noturna se apresenta um grupo de mascarados que faz a loucura da mulherada, e um destes mascarados desperta em Bianca uma curiosidade a mais, principalmente após estar envolta em perigo por duas vezes e ser salva pela mesma pessoa com uma tatuagem de medusa no braço. Paralelo a esta loucura que é a vida de Bianca fora do curso, ela está amando o curso e é claro que também rola algo a mais, já que Paul estava dando um mole danado e fazendo um enorme esforço para conquistá-la. Bianca não consegue se imaginar envolvida em um triângulo amoroso, e suas decisões deverão ser cuidadosamente calculadas para que não machuque ninguém.
De repente as vozes silenciaram, os instrumentos calaram, os holofotes baixaram e um gesto atraiu as atenções. Os cinco mascarados atiraram rosas brancas para a plateia. Bianca se admirou com a delicadeza das flores em contraste com a agitação das fãs, estapeando-se na disputa pelas rosas quando, de repente e sem perceber de onde viera, uma rosa caiu no seu colo. O mascarado da fita vermelha apenas sorriu, desaparecendo por trás da cortina. (Pág.94)
Uma agradável surpresa! Assim defino a minha impressão pelo livro e pela autora. Ela conseguiu unir elementos que nos prende e fascinam: romance e suspense, além é claro de uma doce pitada cômica, sem forçar a barra, sem artifícios. Bianca é uma personagem divertida e cá entre nós, azarada. Ela chega curtindo o clima de estudando em Nova Iorque, determinada a fazer o seu curso e mais nada e voltar logo para casa, o que diverge um pouco, pois no início da história ela nem queria fazer a inscrição para a seleção por pura insegurança. Mas tudo muda quando ela chega à cidade, simpatiza de cara com o senhorio e com Mônica, que acaba sendo sua guia. A aproximação com Natalya não foi assim tão amigável porque a russa é uma carne de pescoço, mas as coisas vão se encaixando. Achei divertida, leitura super-rápida, personagens entrosados. Gostei a beça e recomendo a leitura!

Piras, Lu. Um herói para ela. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2014


Comentários:

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados