Twittando o amor - Teresa Medeiros

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

O Twitter é uma festa que nunca termina onde todo mundo fala ao mesmo tempo e ninguém diz nada... Abigail Donovan é uma escritora de sucesso. Ela quase ganhou o prêmio Pulitzer e até foi elogiada no programa da Oprah. Então, por que ela passa os dias e noites escondida no chiquérrimo condomínio onde mora, na companhia de seus dois gatos, sem conseguir escrever? Quando o seu editor a obriga a entrar no mundo das redes sociais para expandir seus horizontes, Abby imagina que vai ser obrigada a conversar com adolescentes que teclam escondido do porão de casa. Mas ela acaba conhecendo Mark Baynard, um professor britânico sexy, bem-humorado e inteligente que está viajando pelo mundo em busca de aventura. Abby tenta resistir ao seu charme, enquanto Mark começa a quebrar a resistência dela aos pouquinhos... Inclusive a resistência a se comunicar por meio de mensagens curtas. Agora que Abby voltou a escrever e a viver , ela descobre que Mark guarda um segredo que poderá mudar para sempre a vida dos dois.
Abby é uma jovem escritora que sempre foi a menininha do papai. Já no seu primeiro livro ela alcançou o sucesso suficiente para ganhar o prêmio Pulitzer e os elogios da Oprah. Porém as coisas perderam o rumo quando inesperadamente seu pai morreu e ela ficou sem chão e sem inspiração também. Sua agente até que se esforçava em lhe arrumar eventos para que divulgasse o livro, mas definitivamente sua carreira está em declínio e ninguém mais se lembra do seu nome. A gota d’água é quando ela termina se vestindo de coelho para entretenimento de um bando de crianças que estavam na livraria em que ia palestrar, mas que não apareceu ninguém. Depressão e desânimo é tudo o que lhe resta, já que não consegue se recuperar da perda do pai, o dinheiro que está se esgotando e a mãe internada em uma clínica para tratamento do Alzheimer. Para tentar reverter sua total e absoluta falta de inspiração, sua agente literária cria para ela uma conta no twitter e a obriga a usar. Tudo no início é muito estranho, mas ela já de cara ela ganha um seguidor. Mark Baynard é um professor em um tour pela Europa em busca de inspiração para seu primeiro livro. Começa então uma amizade bonita, com conversas engraçadas sobre a perspectiva de cada um sobre quem está do outro lado da rede. Encontros virtuais são marcados e acontecem de forma encantadora, com diálogos inteligentes sobre filmes e outros temas. Abby sempre ficava a espera de cada um deles, principalmente para saber em qual novo local Mark se encontrava agora, sendo que a maioria deles se trata de locais em que ela gostaria de estar, como Paris. Mark passa a ser um incentivador de suas mudanças de paradigmas, e aos poucos ela vai retomando à inspiração e ao mesmo tempo começa a despertar um anseio para tornar estes encontros virtuais em um encontro de verdade, mas Abby terá uma surpresa nada agradável.
-Boa noite, Tweetheart – Aby sussurrou, colocando seu MacBook para dormir com uma batida de dedo.
Suas mãos continuaram sobre o teclado. Apesar da voz calorosa de Steve Tyrrell cantando For All we Know nos alto-falantes de seu iPod, ela subitamente se sentiu só. Como Mark podia estar do outro lado do mundo se ela podia jurar que ele havia estado naquela sala segundos atrás? (Pág.56)
Agradavelmente surpresa. Abby no início me pareceu muito deprimente e insatisfeita demais sem procurar se esforçar. Mas ela se revela uma mulher doce, que tinha no pai seu maior herói e que juntos sofreram com a doença da mãe e agora enfrenta sozinha. A dor da perda é de cada um, e para Abby foi de um impacto atroz. Mas quando ela “conhece” Mark ela desperta novamente, nos mostrando seu lado mais doce e humano. Este livro já entrou para a minha galeria de fofos e recomendo. Uma leitura fluída que se revelou descomprometida, mas encantadora.

Medeiros, Tereza. Twuittando o amor. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2014.


1 Comentário:

Silvana Sartori 15 de novembro de 2014 12:48  

Olha pra falar a verdade esse livro foi o primeiro da novo conceito que eu não gostei. Tinha dado 2 estrelas e acabei mudando para 3 por conta da capa e do desenvolvimento da leitura, mas a história em si mesmo não me agradou em nada e muito menos me cativou. Eu sinceramente não gostei. Mas eu fico feliz que tenha gostado, até porque tem gente que gosta desse tipo de leitura. Eu achei que ficou uma leitura muito direta e sem emoção.
Mas enfim...Parabéns pela sua resenha, porque está muito boa
e abordando tudo que contém na história perfeitamente =]

Se cuida linda

lovereadmybooks.blogspot.com.br

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados