Filha da profecia - Juliet Marillier

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

A história de Fainne, criada pelo pai, Ciarán, em uma terra distante. Ao se tornar adolescente, ela é visitada pela avó, a malévola feiticeira Lady Oonagh, que a obriga a embarcar em uma terrível missão: infiltrar-se na família, em Sevenwaters, e impedir que seu tio Sean e seus aliados reconquistem as Ilhas sagradas – invadidas há gerações pelos escandinavos. Educada pelo pai usando seus dons de magia para o bem, ela, no entanto, agora se vê forçada a usar de artimanhas e maldade para atingir os objetivos de vingança de sua avó.
Cuidado, Spoillers dos livros anteriores.
Fainne é filha de Niahm, que é irmã de Liadam e filha de Sorcha, a filha da floresta. Muito tempo já se passou desde que sua avó passou por um grande e nobre sacrifício para salvar seus irmãos do feitiço da grande bruxa Lady Onagh. Desde muito antes, seus antepassados já proclamavam a profecia do filho com a marca do corvo que iria resgatar as ilhas que garantem ao povo de Sevenwaters  a segurança de muitas eras, das mãos dos bretãos. Fainne é fruto de um amor proibido e por isso carrega a marca desta união: uma deformidade no pé que a prejudica no caminhar e que também a envergonha. Ela vive isolada com seu pai Ciáran, nas Honeycombs de Kerry e nunca teve contato com seus parentes de Sevenwaters, mas graças ao seu pai, ela conhece a história que os marcou para sempre. Seu único amigo é o viajante Darrahg, que acabou também se tornando seu fiel companheiro de aventuras e que conhecia quase todos os segredos. Mas agora seu pai a prepara agora nos mistérios da magia e do autocontrole para que ela assuma seu posto junto à sua família. Ela só sabe que tem uma missão, mas não sabe qual. Até que seu pai desaparece e sua avó, Lady Onagh assume sua educação e treiná-la, com o pretexto de dar continuidade à dada por Ciáran. Mas Fainne odeia sua avó, mas teme pela vida de seu pai e acaba cedendo às suas chantagens. Lady Onagh obriga Fainne a aprender desde à magia mais negra, até a seduzir os homens com o intuito de manipulá-los, mesmo contra a sua vontade. Ela parte então para Sevenwaters, e ao conhecer seus tios e primos, ela acaba se envolvendo pelos sentimentos fraternos dos lanços sanguíneos e Lady Onagh passa a possuir mais uma moeda de barganha para manter Fainne dominada e servil.
“Eu não consegui falar. Meu coração estava disparado, e meu corpo, coberto de suor. Eu sabia que ela me vigiava, e que viria até mim cedo ou tarde. Mas não naquele momento. Não daquela maneira. (Pág.199)
Chegou ao fim esta maravilhosa trilogia e deixa um imenso gosto de saudades. Três histórias, contadas por três gerações de uma família marcada pela tragédia, desde o feitiço de Lady Onagh, que partiu meu coração. Este livro não é diferente em suas emoções, pois Fainne é uma personagem que cativa pelo seu sofrimento. Sua vida foi marcada pela tragédia da perda da mãe e sempre viveu sozinha com o pai, que é uma incógnita até o fim, assim como Fainne em sua missão, dividido entre o bem e o mal, o certo e o errado. Emocionante, profundo e intenso. Assim termina uma série perfeita, de uma escritora que continua me cativando e que espero que venha mais novidades para o Brasil.

Marillier, Juliet. Filha da profecia. São Paulo:  Butterfly Editora, 2014.



1 Comentário:

Greice Blogando Livros 12 de setembro de 2014 09:44  

Bom, nem sabia que era uma trilogia, porque tinha visto algo sobre o primeiro livro para você ter uma ideia, mas a história me chamou bastante a atenção. Apesar de ser uma coisa meio fadada a repetição, acredito que como você disse que se surpreendeu, eu também acho que me sentiria assim.

Beijos

Greice Negrini

Blogando Livros
www.amigasemulheres.com

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados