A garota do penhasco - Lucinda Riley

quarta-feira, 19 de março de 2014

A Garota do Penhasco é um romance que enreda o leitor através de vários fios: a história de Grania Ryan e sua querida Aurora Devonshire, a garota do penhasco, nos fala sobre mudança de vida. A história das famílias Ryan e Lisle é um lindo conto sobre um século de mal-entendidos e rancor entre inimigos que se acreditam enganados por falcatruas financeiras. O caso de amor entre Grania Ryan e Lawrence Lisle comove por sua delicadeza e força vertiginosa que culmina em imensa tristeza. Mas, sobretudo, A Garota do Penhasco é um livro que mostra como é possível encontrar uma finalidade, um propósito, quando todas as esperanças parecem perdidas. “De ritmo tenso e original, este é um romance envolvente sobre recuperação, resgate, novas oportunidades e amor perdido.” -- Booklist
Quando Grania resolve voltar à Irlanda após dez anos de ausência, tudo o que ela buscava era paz e quietude para recuperar as próprias feridas. Ela sempre gostava de se sentar em seu lugar favorito à beira do penhasco, e lá ficar refletindo buscando respostas. Em uma destas tardes, ela se surpreende com a presença de uma garotinha muito bonita, que se encontrava muito próximo da beira do abismo, correndo sério risco de cair. Assustada, ela corre para evitar uma tragédia e é quando a garota desperta de seu transe e foge. Quando Grania chega em casa e comenta com sua mãe, esta tem uma reação inesperada, de choque e raiva. Por algum motivo que Grania desconhece os moradores do casarão no alto do penhasco não são bem vindos à vila. Dona de um coração muito maternal e ainda sofrendo sua perda, ela acaba se aproximando da pequena Aurora e é quando ela é convidada pelo pai da pequena para que seja sua guardiã por um período curto de tempo em que precisará ficar fora. Como ela está dando um tempo de sua vida de artista plástica de Nova Iorque, e tem evitado seu noivo Matt, ela aceita, mesmo contrariando sua mãe. Para tentar fazê-la entender os motivos de hostilizar os moradores do casarão, sua mãe a entrega um maço de cartas antigas, datadas de mais de cem anos e que explica toda história do passado de personagens que, através do tempo foi alimentando mágoas e feridas profundas. Durante sua estadia no casarão, Grania se envolve profundamente com a pequena Aurora, e sua mãe fica cada vez mais preocupada com este envolvimento. Mas Grania é uma mulher adulta que nunca permitiu a ninguém dizê-la o que fazer. Ela conhece também o misterioso e sofrido pai de Aurora, Alexander, que faz de tudo para que nada falte à filha, mesmo estando ausente a maior parte do tempo. Aos poucos Grania vai conhecendo a história do passado de Aurora e descobrindo suas surpreendentes habilidades, como para a dança, mesmo que nunca tenha dançado na vida, pois sua mãe odiava a dança e a música. Ela então passa a possibilitar uma nova vida para Aurora que a todos cativava com seu carisma, até mesmo à mãe de Grania, que tanto temia esta aproximação e apego de Grania com a criança. Mas com a revelação das cartas e do passado, uma grande reviravolta se aproxima da vida destes personagens que ainda jovens conheceram a dor da perda e aprenderam a recomeçar.
Grania acompanhou os dedos de Aurora até a borda do penhasco e prendeu a respiração. Uma imagem sombria, a silhueta marcada pela luz do luar, permanecia parada no lugar onde avistara Aurora pela primeira vez. Grania engoliu com dificuldade, fechou os olhos e retornou a abri-los. Olhou de novo na mesma direção e não viu mais nada. (Pág.81)
Este é mais um livro incrível da autora Lucinda Riley. Em comparação ao A casa das orquídeas, o primeiro livro foi mais emocionante, mas não tira a perfeição de A garota do penhasco. Seguindo a mesma receita de intercalar passado e presente, a história narra acontecimentos que culminaram em mágoas presentes há mais de duzentos anos. Eu preferi mais a história do passado, já que Grania está passando por uma crise, que a explicação no fim me pareceu muito mais teimosia de cabeça dura do justificável. Tirando este detalhe todo o resto é uma linda história de amor incondicional que vale a pena conferir.

Riley, Lucinda. A garota do penhasco. Ribeirão Preto; São Paulo. Novo Conceito Editora, 2013

1 Comentário:

Alessandra Pereira 22 de março de 2014 00:28  

Quero ler esse livro desde a primeira vez que o vi, a capa foi pra mim o mais atrativo além do título. Ótima resenha!

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados