Esconda-se - Lisa Gardner

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Uma mulher que foi obrigada a fugir — desde criança— de uma possível ameaça. Uma ameaça que seu pai via em todo lugar, mas que a polícia nunca considerou. Um antigo e desativado sanatório para doentes mentais que pode ter muito mais a esconder entre suas paredes do que homens e mulheres entorpecidos por remédios. Uma história de rancor entre membros de uma mesma família que nunca conseguiram superar os episódios de violência doméstica que presenciaram. Um pingente que foi parar em mãos erradas — e a cena de um crime brutal: seis meninas mortas e mumificadas há mais de trinta anos. Agora, cabe à famosa detetive D.D. Warren descobrir quem foi o serial killer que cometeu esta atrocidade e que motivação infame deformou sua mente. Acompanhe D.D. Warren na solução de mais este complexo caso e encontre o inimaginável que está por trás de pessoas aparentemente comuns!
 Ela fugiu a sua vida inteira. Fugiu não sabe de quê. Fugiu não sabe de quem. Mas desde criança ela se acostumou com as neuroses de seu pai, que arrastava ela e a mãe por vários estados, sempre permanecendo por um curto período de tempo. Muitos foram os nomes que adotou, mas o nome que ela sempre se lembrará é de Annabelle e o atual, seja ele qual for. Ela sentia muita falta de ser Annabelle. Mas seu pai a proibiu. E assim foi por toda a sua vida: fugir, mudar de nome, fazer aulas de defesa pessoal. Ela sempre se perguntou se o medo de seu pai era fundamentado ou se ele era um neurótico potencial. Até que ela descobriu que ela estava morta. Quando o departamento de polícia de Boston descobriu uma câmara com seis corpos mumificados de crianças, sendo uma delas com seu nome, dentro do terreno de um antigo hospital psiquiátrico, Annabelle considerou que aquele era o momento de descobrir de que ela fugia. Ela estava certa de que a polícia iria ajudá-la a desvendar este grande mistério: de quê ela fugia? Quem que ela devia temer?  Mas surpreendentemente sua revelação deixa a polícia em estado de alerta. É óbvio de que as mortes estão relacionadas à Annabelle, mas não é possível detectar o por que. Qual relação poderia haver entre Annabelle e as seis crianças mortas? São vários os suspeitos dentre os pacientes e funcionários da clínica, e não será fácil para a sargento D.D chegar ao maníaco capaz de tamanha crueldade. Principalmente com tantos pacientes aptos a todos os tipos de atrocidades humanas. Por isso ela conta com o apoio de seu ex-parceiro de trabalho e agora um detetive da policia estadual: Bobby. Ele foi um dos policiais que participaram episódio que envolveu uma refém e seu sequestrador anos após o primeiro sequestro, e devido à semelhança do caso ele concorda em dar todo o apoio necessário para se descobrir este assassino.  
Fechei os olhos bem apertados e, naquele momento, entendi. Soube exatamente como Dori havia se sentido, atirada na parte de trás de um veiculo, escondida do resto do mundo. Compreendi como ela devia ter se enroscado cada vez mais, fechando os olhos e desejando que o próprio corpo desaparecesse. Tive certeza de que ela sussurrou um pai-nosso, porque era o que rezávamos juntas quando eu dormia na casa dela. E soube que ela havia chorado pedindo pela mãe, que estava sempre cheirando a lavanda quando nos dava beijos de boa-noite.  Embaixo do cobertor, cobri o rosto com as mãos. E chorei sem fazer um som sequer, porque é como apredemos a chorar quando passamos a vida fugindo. (Pág. 117)
Eu aprendi a gostar de suspense policial com a Lisa Gardner. A forma como ela escreve é simplesmente hipnotizante. Eu não consigo largar a história e nem de me assombrar com a veracidade da história. Este é o segundo livro e não me decepcionei com a sua permanente qualidade. Pude sentir o medo de Annabelle e sofrer durante as investigações, que sempre tem uma surpresa a cada capítulo. Excelente, recomendo e pretendo ler o próximo o quanto antes.

Gardner, Lisa. Esconda-se. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2013.

1 Comentário:

Greice Negrini 9 de março de 2014 11:15  

Ahhhhhh, eu amo a Lisa Gardner. Comecei lendo suspenses com ela e foi aí também que me apaixonei. Li primeiro o Viva para Contar e achei o máximo. Agora leio tudo que é policial!

Beijos

Greice

Blogando Livros
www.amigasemulheres.com

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados