Esconda-se - Lisa Gardner

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Uma mulher que foi obrigada a fugir — desde criança— de uma possível ameaça. Uma ameaça que seu pai via em todo lugar, mas que a polícia nunca considerou. Um antigo e desativado sanatório para doentes mentais que pode ter muito mais a esconder entre suas paredes do que homens e mulheres entorpecidos por remédios. Uma história de rancor entre membros de uma mesma família que nunca conseguiram superar os episódios de violência doméstica que presenciaram. Um pingente que foi parar em mãos erradas — e a cena de um crime brutal: seis meninas mortas e mumificadas há mais de trinta anos. Agora, cabe à famosa detetive D.D. Warren descobrir quem foi o serial killer que cometeu esta atrocidade e que motivação infame deformou sua mente. Acompanhe D.D. Warren na solução de mais este complexo caso e encontre o inimaginável que está por trás de pessoas aparentemente comuns!
 Ela fugiu a sua vida inteira. Fugiu não sabe de quê. Fugiu não sabe de quem. Mas desde criança ela se acostumou com as neuroses de seu pai, que arrastava ela e a mãe por vários estados, sempre permanecendo por um curto período de tempo. Muitos foram os nomes que adotou, mas o nome que ela sempre se lembrará é de Annabelle e o atual, seja ele qual for. Ela sentia muita falta de ser Annabelle. Mas seu pai a proibiu. E assim foi por toda a sua vida: fugir, mudar de nome, fazer aulas de defesa pessoal. Ela sempre se perguntou se o medo de seu pai era fundamentado ou se ele era um neurótico potencial. Até que ela descobriu que ela estava morta. Quando o departamento de polícia de Boston descobriu uma câmara com seis corpos mumificados de crianças, sendo uma delas com seu nome, dentro do terreno de um antigo hospital psiquiátrico, Annabelle considerou que aquele era o momento de descobrir de que ela fugia. Ela estava certa de que a polícia iria ajudá-la a desvendar este grande mistério: de quê ela fugia? Quem que ela devia temer?  Mas surpreendentemente sua revelação deixa a polícia em estado de alerta. É óbvio de que as mortes estão relacionadas à Annabelle, mas não é possível detectar o por que. Qual relação poderia haver entre Annabelle e as seis crianças mortas? São vários os suspeitos dentre os pacientes e funcionários da clínica, e não será fácil para a sargento D.D chegar ao maníaco capaz de tamanha crueldade. Principalmente com tantos pacientes aptos a todos os tipos de atrocidades humanas. Por isso ela conta com o apoio de seu ex-parceiro de trabalho e agora um detetive da policia estadual: Bobby. Ele foi um dos policiais que participaram episódio que envolveu uma refém e seu sequestrador anos após o primeiro sequestro, e devido à semelhança do caso ele concorda em dar todo o apoio necessário para se descobrir este assassino.  
Fechei os olhos bem apertados e, naquele momento, entendi. Soube exatamente como Dori havia se sentido, atirada na parte de trás de um veiculo, escondida do resto do mundo. Compreendi como ela devia ter se enroscado cada vez mais, fechando os olhos e desejando que o próprio corpo desaparecesse. Tive certeza de que ela sussurrou um pai-nosso, porque era o que rezávamos juntas quando eu dormia na casa dela. E soube que ela havia chorado pedindo pela mãe, que estava sempre cheirando a lavanda quando nos dava beijos de boa-noite.  Embaixo do cobertor, cobri o rosto com as mãos. E chorei sem fazer um som sequer, porque é como apredemos a chorar quando passamos a vida fugindo. (Pág. 117)
Eu aprendi a gostar de suspense policial com a Lisa Gardner. A forma como ela escreve é simplesmente hipnotizante. Eu não consigo largar a história e nem de me assombrar com a veracidade da história. Este é o segundo livro e não me decepcionei com a sua permanente qualidade. Pude sentir o medo de Annabelle e sofrer durante as investigações, que sempre tem uma surpresa a cada capítulo. Excelente, recomendo e pretendo ler o próximo o quanto antes.

Gardner, Lisa. Esconda-se. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2013.

Read more...

A dama da ilha - Patricia Cabot

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

O Marquês de Stillworth, Reilly Stanton, quer reconstruir o seu orgulho ferido comprovando para todos e para si mesmo que é um verdadeiro herói e não um bêdado inútil como afirmou sua ex-noiva. Ignorando todos os conselhos sensatos que recebeu, o londrino Stanton assume um posto médico na remota Ilha de Skye convencido de que pode conviver com as condições de vida, digamos... primitivas. É aí que conhece a senhora Brenna Donnegal, e por mais que tentasse, Stanton não consegue ignorar aquela bela mulher. Ela ocupou o antigo papel do pai como médica local da Ilha, e está mais do que irritada por encontrar Dr. Stanton assumindo seu trabalho e a casa de campo de seu pai. Por bem ou por mal, ela dará o castigo merecido ao usurpador. Mas o que começa como uma faísca de um cabo de guerra entre dois corações orgulhosos logo inflama no fogo ardente da paixão.
Brenna é uma jovem muito à frente de seu tempo e detentora de um espírito livre e independente. Filha de médico, sua paixão é também a medicina, atividade não permitida para as mulheres de seu tempo. Mesmo assim, todos os moradores da ilha Skye confiam nos seus diagnósticos e a procuram. Ela não fica nada contente quando chega à ilha o Dr. Reilly Stanton, um orgulhoso marquês que deseja provar à sua ex  -noiva de que ele pode sim ser um médico eficiente, muito acima de seu título de nobreza. Reilly se surpreende quando chega à ilha. Os costumes, a população local, tudo é muito diferente de Londres, a começar por seu empregador o conde Glendenning, que já tinha três filhas com a garçonete da taberna, com o quarto filho a  caminho mas que cobiçava a bela Brenna. Como seu principal objetivo é ficar no máximo um ano na ilha e com isto recuperar a admiração e o amor de Christine, provando que ela estava errada e que ele não era só um nobre beberrão e incapaz, ele ia tentando driblar os revezes de sua nova condição. Só que então, para sua surpresa ele descobre que terá que disputar os pacientes com a bela Brenna e que ainda ele terá que se submeter a ser médico de gente e também de bichos. Mas com passar dos dias, alguma coisa vai se transformando dentro dele. Ele percebe que seus objetivos estavam completamente distorcidos e que finalmente ele se sentia completamente encaixado no mundo. A começar por seus sentimentos por Brenna, uma mulher que acima de tudo amava cuidar dos doentes, mesmo não podendo exercer a medicina, que adorava usar calças, que não se intimidava em driblar as convenções morando sozinha em um chalé, escondida de toda a família, só para defender suas ideias. Mesmo correndo o risco de ser obrigada a abrir mão de um amor. O único capaz de compreender e aceitá-la em sua verdadeira essência.
Ele podia, se tivesse atrevimento suficiente, ter segurado sua mão, fitado aqueles olhos lindos e mencionado como, mesmo coberta de placenta ovina e cheirando a éter, ele ainda a achava uma das mulheres mais atraentes que conhecera e que, desde que se encontrara com ela, tinha dificuldade para mantê-la fora dos seus pensamentos... Apesar de ela ser a pessoa mais teimosa e birrenta com quem se defrontou. (Pág.134)
Este livro foi escolhido pela Renata para a leitura do mês do clube das chocólatras. De uma autora queridinha, Patricia Cabot é o pseudônimo para romances históricos da já muito conhecida Meg Cabot. Logo no inicio já dei umas boas risadas quando eu li: “Ele morreu? Mas como se ele nunca morreu antes.” Só por aí eu já percebi que seria uma leitura bacana e não me enganei. O encontro dos dois foi desde o principio, nitroglicerina pura. Uma mulher geniosa, que usava calças em uma época que as mulheres só serviam para cuidar de afazeres domésticos. Um homem nobre, com uma baita dor de cotovelo, pouco acostumado à falta de conforto e que sofre para se adaptar. Uma relação divertida e apaixonante que adorei ler e recomendo.

Cabot, Patricia. A dama da ilha. São Paulo: Planeta, 2011.

Read more...

Promoção A escolha é sua

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014


Ler é muito bom, não é? E pode ser ainda melhor, quando lemos livros do nosso gênero favorito. Pensando nisso, 15 blogs se uniram para sortear três kits de gêneros literários distintos, para que cada um dos três ganhadores desta promoção possam ler aquilo de que mais gostam. Legal, né? Pois, então: para participar, é muito fácil, você só precisa escolher a qual (ou a quais) kit(s) você quer concorrer e curtir a fanpage dos blogs realizadores da promo (no formulário, há opções para pontos extras também). Você pode concorrer a um kit, a dois ou a todos os três, afinal, A Escolha é Sua.

Read more...

Momento música #121

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Bom dia!

Última semana de fevereiro, muito trabalho pela frente. Que tal música? Nacional!!! Eu adoro a voz deste cantor... para mim ela transmite uma calma, uma poesia impar.

As melhores coisas - Arnaldo Antunes




Read more...

Resultado Promoção Dia de São Valentim

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Bom dia Tesouros!
Hoje temos o resulta da Promoção Dia de São Valentim. Quem está se sentindo com sorte???
Excepcionalmente, nesta promoção eu não considerei a regra de se comentar no post, pois fizemos uma transição da ferramenta de comentários e para que ninguém seja prejudicado, ela não foi considerada.
E a sortudo é...



a Rafflecopter giveaway Parabéns Danielle! 

 Já enviei e-mail à ganhadora que tem 48hs para nos enviar dados.

Read more...

Amante Vingado - J.R. Ward

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Nas sombras da Noite de Caldwell, Nova York, DESENVOLVE-SE UMA furiosa guerra Entre OS vampiros e OS SEUS Assassinos. A secreta A Ha UMA Irmandade, Sem Igual, vampiros Formada POR SEIS Guerreiros, Defensores de SUA Raça. Enquanto Enguias defendem a Raça dos Redutores, a Lealdade de hum vampiro especial Sera, Sera, Sera posta a prova - e SUA Perigosa Natureza Revelada Sera, Sera, Sera ... Rehvenge de Semper manteve distancia da Irmandade, POIs guarda hum letal Segredo Que poderia Fazer DELE UMA ARMA na guerra contra OS Redutores. E enquanto Como conspirações Dentro e Fora da Irmandade ameaçam Revelar A Verdade sobre o Elemento, Rehv se aproximará da Única luz Que clareia Seu Mundo de Escuridão e Jogos de Poder, Ehlena, Uma vampira Que Nunca conheceu a Corrupção e Traição ... E UMA Única Que PODE Salvá-lo da Destruição eterna.
Rehvenge deixou a Cabeça CAIR e Pela Primeira Vez desejou desabafar Tudo A Outra Pessoa. Nem Sequer com Xhex, alguem Que tinha sofrido ATÉ Mais Que elementos, INTERESSE tinha los Fazer ESSA Coisa de se abrir. Mas com OS Olhos de caramelo de Ehlena Tão Abertos e calorosos naquele Rosto lindo e Perfeito, sentiu Vontade de conessar CADA UMA Das Coisas sujas, malditas, intrigante, perversas e repugnantes Opaco JÁ tinha Feito. Só parágrafo Ser honesto. (Pág.324)

Rehvenge E hum mestiço, Meio vampiro e Meio simpato Que vive de UMA forma Pouco convencional. No submundo de Caldwell, elemento E dono de boate badalada UMA com intensa Atividade de Prostituição e Fornecimento de Drogas ilícitas. AINDA ASSIM elemento Tenta Opaco Seu Lado sujo jamais Alcance SUA Irmã Bella, SUA Sobrinha é Sua amada Mãe. Ao MESMO ritmo los Opaco elemento explora Atividades nenhum Pouco honestas, elemento Localidade: Não abre Mão da SUA Honra. QUANDO FOI convidado um Tirar a Vida fazer vampiros Rei dos, Wrath, elemento provou SUA honradez Demonstrando Seu Apoio ao rei. SUAS Atividades ilícitas TEM UMA explicação: ele Precisa Manter SEUS ganhos de para Sustentar uma chantagem de Opaco E Vitima, protegendo SUA Origem e SEUS AMIGOS LHE Que São Leais.   Mas when elemento conhece Ehlena elemento Percebe Que Seu Mundo PODE serviços ampliado na Extensão dos SEUS Sentimentos ASSIM Como SEUS medos. Ehlena E Enfermeira na Clínica de Havers, e e uma Única Que nao tem Medo de se aproximar QUANDO ESTA Rehvenge na Clínica, e ELA se preocupa verdadeiramente com elementos. Ehlena JÁ pertenceu à casta nobre da Sociedade vampírica, mas from that Seu pai was à ruina devido AOS maus Negócios, SUA Mãe Morreu, ELA vive los UMA Casa Simples, com hum pai Doente e Opaco vive fóruns da Realidade. Ela sofre de para trabalhar de forma honesta e Poder Manter OS Medicamentos de Seu pai. Uma Vida sacrificada e Opaco Localidade: Não sobra Muito de Seu ritmo Para Si MESMO. Na Noite Que Rehvenge Procura uma Clínica parágrafo Mais doses de antibiótico e UMA Ehlena E obrigada a Atende-lo, ELA se condói daquele Opaco AO MESMO ritmo los Opaco LHE Remete Temor, also LHE Atrai Como Fêmea. Rehvenge also se Sente atraído POR Ehlena, o MAS SEUS medos São muitos: Revelar SUA Natureza mestiça, SUA instabilidade Física. Suá Prisão POR chantagem da Rainha ... Mas Tudo o Que Rehvenge queria era amar Ehlena. This nobre Fêmea dona de hum Coração Mais nobre AINDA, Mas Que elementos Localidade: Não se merecedor Sentia.
Mais um lindo romance da Série Irmandade da Adaga Negra. Fiquei Mais de hum Ano SEM LER ESTA Série Opaco E favoritíssima e JÁ estava Morrendo de saudades. E um GAT esperada História de Revhenge E Simplesmente emocionante. Tudo o Que eu Tensão Esperava em, Emoção, Amor e Sensualidade, Mais UMA Vez FOI POR ESTA recompensado História Muito Bem Escrita. E Neste Livro Localidade: Não TEMOS somente uma História de Revhenge e Ehlena, MAS PODEMOS acompanhar Muito fazer teatro de Wrath e Beth, John e Xhex e hum Pouco dos Outros Casais Opaco NÓS amamos. A Autora manteve equilibrio na História, mantendo o sobrenatural los dosar Perfeita ASSIM Como o erotismo EO o romance. Perfeito! Espero LER Muito EM BREVE A História de Xhex e John, Opaco Neste Livro JÁ tivemos hum hum belo vislumbre e de super gancho pra Sair correndo e Comecar um aler.


Ward, JR Amante Vingado. São Paulo: Universo dos Livros, 2011. Irmandade da Adaga Negra.

Read more...

O cavaleiro de Bronze - Paullina Simons

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

A Segunda Guerra Mundial ainda não havia alcançado a cidade de Leningrado, onde as duas irmãs Tatiana e Dasha Metanova viviam, dividindo um pequeno cômodo com seu irmão, seus pais e avós. Tudo muda quando as tropas de Hitler atacam a União Soviética e ameaçam invadir a grande, mas decadente, cidade. Fome, desespero e medo tomam conta de Leningrado, durante o terrível inverno no qual a cidade foi submetida ao cerco alemão. No entanto, a luz do amor é sempre capaz de iluminar a mais profunda escuridão. Tatiana conhece Alexander, um jovem e corajoso oficial do Exército Vermelho. O rapaz, forte, confiante e guardando um passado misterioso e problemático, e sente-se atraído por Tatiana — e ela por ele. O amor impossível de Tatiana e Alexander ameaça agora dividir a família Metanova. E que segredo é esse que se esconde no passado do soldado, tão devastador quanto a própria guerra?
Tatiana é uma jovem doce, nascida em uma família de operários comunistas. Vivem em um apartamento comunitário com seus avós, seus pais, seu irmão gêmeo Pavel e sua irmã mais velha Dasha. Quando sua mãe ficou grávida, o sonho da família era um menino e assim aconteceu. Mas junto também veio uma menina que não foi assim tão celebrada: Tatiana, que foi meio que “adotada” pela irmã mais velha. A vida em comunidade para aquela família era todos os dias muito trabalho e esforço. Nos  apartamentos comunitários as cozinhas e os banheiros eram divididos com outras famílias e a família Metanova possuía dois quartos: um para os avós e no outro quarto dormia Tatiana com Dasha na cama de casal, Pasha em uma cama no chão e os pais em outra. Era vinte e dois de junho de 1941 quando a Alemanha de Hitler invade a Rússia e inicia uma das guerras mais cruéis da história. Neste dia, os russos assustados começam a dar inicio a todos os esforços para se mantiver firmes àquela invasão. Por determinação de seu pai, seu irmão Pasha é enviado a um acampamento para rapazes para evitar uma convocação para a guerra e Tatiana é incumbida de ir a um armazém e comprar o máximo de suprimentos possível com as economias da família. No auge de sua inocência, Tatiana ainda não tem noção do quanto a sua vida e de sua família irá mudar a partir deste dia. Trajando o vestido que ela mais adorava, ela sai para cumprir as ordens do pai. Durante suas tentativas de realizar as compras ordenadas pelo pai, todos os armazéns já foram esvaziados, ela já sente os primeiros efeitos colaterais da guerra. Enquanto espera o ônibus em uma parada, ela percebe do outro lado da rua um jovem soldado a encará-la. Tímida e ao mesmo tempo atraída, ela permite uma aproximação. A partir deste dia ela conhece o homem, jovem soldado do exército russo que irá transformar a sua vida. Alexander é um soldado com um misterioso passado, mas com um grande senso de humanidade. Um homem que fará Tatiana se apaixonar perdidamente e que dividirá seu coração em pedaços difíceis de colar. Um amor capaz de fortalecer sua alma, mas que será uma prova a um coração massacrado pela guerra.
                     Em algum lugar, naquelas semanas, Tatiana perdera sua inocência. A inocência da honestidade fora embora para sempre, pois ela sabia que teria que viver no engano, a cada dia em verso e prosa, fechada entre as quatro paredes, na mesma cama, a cada noite quando seus pés tocassem os de Dasha, viveria no engano. Porque ela se apaixonou por ele. Mas o que Tatiana sentia por Alexander era verdadeiro. O que Tatiana sentia por Alexander era imune aos reclamos da consciência. (Pág.149)

Uma história surpreendentemente apaixonante. Li este livro com o coração apertado e aflito. Neste livro tive um vislumbre da guerra mais cruel que aconteceu na história, mas adoçado por uma linda história de amor. Eu nunca senti uma guerra tão próxima em minha vida. Pelas páginas do livro fui capaz de sentir fome, não sentir mais, de sofrer o medo das explosões, o desespero de não ter o que comer. Os apartamentos comunitários na Rússia de 1.941 eram piores do que cortiço, sem nenhuma privacidade. O que me faz pensar o quanto somos ricos. São épocas diferentes, mas que demonstram o quanto é necessário uma reflexão sobre as mudanças necessárias para sermos um mundo democrático. É um livro que me apaixonei, é claro que é cinco estrelas e favorito e estou rezando para a editora soltar logo a continuação.

Simons, Paulinna. O cavaleiro de bronze. Barueri, SP: Novo Século Editora, 2013







Read more...

Momento música #120

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Olá bom dia!
Penultima Semana de fevereiro! Nem Fala nada! Outro dia estávamos comemorando o natal e Ano Novo, ágora ESTAMOS nn encaminhando par o Terceiro Mês do Ano. Mas a vida é UMA Imensa roda Opaco Localidade: Não Pará de Girar e Melhor desejar UMA Ótima Semana de Trabalho POIs devemos servi Otimistas.
A Música de Hoje eu encontrei zapeando na TV e Parei parágrafo hum Clipe Que me Chamou a Atenção. Juro que AINDA Localidade: Não conhecia a cantora mas a Voz me agradou ASSIM Como uma Musica e Acho que Vale a pena Prestar Atenção.

Burn - Ellie Goulding


Read more...

@mor - Daniel Glattauer

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Num e-mail enviado por engano, começa um relacionamento virtual que testa as convicções de Leo Leike e Emmi Rothner. Leo Leike, ainda digerindo o fracasso de seu último relacionamento, responde de forma espirituosa a duas mensagens enviadas por engano por Emmi Rothner, casada. Inicialmente, ela só queria cancelar uma assinatura de revista. Depois, inclui Leo por engano entre os destinatários de um e-mail de boas festas. Na terceira troca de e-mails, o mal-entendido dá lugar à atração mútua, reforçada pelo fato de um nunca ter visto o outro. Nada como a curiosidade instigada por frases bem encadeadas chegando a intervalos regulares numa caixa postal eletrônica para que os dois se esqueçam dos possíveis impedimentos. A cada dia, Leo e Emmi se sentem mais impelidos a marcarem um encontro. Após trocas contínuas de mensagens, está claro para ambos que o marido dela e as feridas emocionais dele não serão obstáculos para que marquem um encontro. O único obstáculo real é a insegurança de ambos quanto à transformação da fantasia em realidade.
 O destino mais ou menos, uniu Emmi e Leo, através de um e-mail equivocado. Quando Emmi tentou cancelar uma assinatura de revista, ela acaba enviando o e-mail para Leo, um sóbrio consultor de comunicação e professor universitário assistente de psicologia da linguagem, que resolve responder. Através desta iniciativa, se inicia uma constante troca de e-mails onde acabam falando de si, de seus relacionamentos, de suas dores...
Sem que percebam eles estão dependentes deste contato virtual. Eles não conseguem ficar um dia sequer sem que enviem um e-mail para o outro. Neste vai e vem, especulam a possibilidade de um encontro. Mas se houver um encontro, como fica a amizade virtual?
Mas esta amizade vai ficando cada vez mais séria. Começam os assuntos mais intimistas. Ele quer saber de sua vida, ela quer saber da dele. E assim as confidências. Ela revela que é casada e tem dois enteados e que ama o marido em um relacionamento onde cada um respeita o espaço do outro. Ele por sua vez revela suas desilusões com uma ex-namorada, e é consolado por Emmi. Emmi então decide apresentar a ele uma amiga que ela considera perfeita para ele e depois acaba ficando com ciúme. E assim em um relacionamento platônico eles seguem com seus encontros virtuais, bebidas, flertes e desabafos é que chega o momento de uma grande decisão.
Re:Quer dizer que você pensa em mim com frequência? Que bom. Eu também penso em você com frequência, Leo. Talvez a gente realmente não devesse se encontrar. Boa noite! (Pág. 34)

Acho que o primeiro comentário que vi sobre o livro foi a Luciana do Clube das Chocólatras e ela se desmanchou. Depois foi da Hérida, e foi lá que ganhei o livro. No fim do ano, para cumprir minha meta de leitura do ano, saí pegando todos os livros que queria muito ler há muito tempo e que eram finos, e este foi junto. A leitura é realmente deliciosa e rápida, pois é todo na forma de bate papo por e-mail, e eu adorei este encontro inusitado. O final? Ah! Deu-me um desespero para comprar a continuação.... Você precisa ler pra entender.

Glattauer, Daniel. @mor. Rio de Janeiro: Objetiva, 2012.

Read more...

Resultado sorteio Relâmpago

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014



Boa Noite Galera!

A nossa ganhadora da promoção relâmpago é...


Parabéns Raiane!

Já enviei um e-mail à ganhadora que tem até sábado para me enviar os dados.

Beijos!

Read more...

Refém da obsessão - Alma Katsu

Havia uma parte em Lanny que queria ser punida. Um pedaço de seu coração que acreditava que ela merecia o horror de ser imortal, a tristeza de ver todos aqueles que amara partirem, enquanto ela só podia conviver com as perdas e as lembranças. Terríveis e solitárias lembranças. Este “dom”, oferecido pelo mais malvado dos homens, Adair, era, para ela, a resposta a uma pena que ela deveria cumprir. Mas, apesar das culpas e do castigo que pensava merecer, ela ainda sonhava. E esperava ser redimida por ter dado a Jonathan — seu grande amor — o esquecimento que purifica todo ser de sua dor: a morte. No entanto, bem no fundo de sua alma, ela suspeitava que, fosse o que fosse que a atraísse para Adair (e para sua maldade), fosse qual fosse o infeliz sentimento que os aproximara, este sentimento não fora totalmente exorcizado. Não importava que ela tivesse chegado ao cúmulo de emparedar aquele homem mau e deixá-lo para apodrecer, não importava que o tempo tivesse passado, nem que, hoje, ela pudesse contar com o apoio e os braços fortes e acolhedores de Luke... Adair estava por perto, ela podia senti-lo, e seu poder era inexorável
Spoiller do livro anterior.
Bem que Lanny queria levar uma vida normal... Conhecer Luke naquele momento foi como encontrar um oásis em um deserto, após ela matar o homem que amou por mais de duzentos anos, livrando-o do fardo de viver eternamente a seu próprio pedido. Luke acreditou em suas motivações e a ajudou a fugir também se tornando um foragido procurado. Mas para Luke ele não tinha nada a perder já que sua esposa o havia abandonado levando suas duas filhas, a atração por Lanny foi apenas um estopim para que desse um rumo diferente à sua vida. Agora dispostos a recomeçar em outro país e se livrar das amarras do passado, Lanny quase acreditou que poderia dar certo, até que ela volta a sentir a presença de Adair. Adair, o homem que a tornou imortal, e que devido a sua crueldade ela, juntamente com a ajuda de Jonathan  ela o enterrou em uma parede cimentada há mais de duzentos anos. Agora ele estava livre e o medo e desespero toma conta de Lanny. A certeza de que agora tudo estará perdido para ela, pois Adair irá se vingar. O medo maio não é de ele matá-la, mas sim as terríveis torturas que ele irá submetê-la. A ela só resta uma alternativa: fugir. Fugir para bem longe, para onde ele nunca irá encontrá-la. Fugir do homem que em um momento pode ser um anjo e em outro um demônio capaz de lhe despertar sentimentos contraditórios.
Ao mesmo tempo quando pensava em Adair, sabia que deveria ter pavor dele, sabia que ele era capaz de fazer coisas horríveis, mas também não conseguia deixar de ser tomada por uma grande excitação. Era como se tivesse sido cortejada pelo demônio, emocionante e intoxicante. Sentia frio no estomago ao me lembrar disso. Tinha sido amada por um homem que faria qualquer coisa por mim: mentir, trapacear, roubar. Matar. Quantas mulheres poderiam dizer a mesma coisa? Por mais assustador que tivesse sido, também fora um amor único. Exatamente da maneira que eu, um dia, me senti com relação a Jonathan. (Pág. 141)
Depois de duzentos anos ele finalmente estava livre. Após muitas tentativas de se libertar, Adair foi auxiliado pela mão do destino: a mansão em que ele está emparedado está sendo derrubada para dar lugar a uma via urbana e ele se vê em um mundo muito distante à sua época. O seu ódio transborda por todos os poros, pois Lanny, a mulher que ele mais amou em toda sua vida o traíra, enterrando-o em uma parede e abandonando-o à própria sorte. Se antes ele já tinha obsessão por Lanny, agora este sentimento aliado ao seu ódio transformou-se em um ingrediente perigoso e ele fará qualquer coisa para encontrá-la. Qualquer coisa mesmo...
Ele não poderia descansar até que tivesse em posse dela novamente, para fazer o bem entendesse. (Pág.108) 
Esta série é uma que me deixa ansiosa. Quando li o primeiro livro fiquei em dúvida se haveria continuação, pois o final tinha sido bem sutil neste sentido. Quando confirmei, fiquei ao mesmo tempo feliz e angustiada. Este é o segundo da trilogia e a autora conseguiu manter o clima instigante, misterioso que nos corrói de curiosidade. Os capítulos são intercalados entre a visão de Lanny e de Adair. Desta forma nós conseguimos visualizar um pouco das motivações de Adair ainda que suas atitudes não sejam nenhum pouco ortodoxas. Eu torço muito por Lanny, pois percebemos que ela amou loucamente e é vitima de um louco amor.

Katsu, Alma. Refém da obsessão. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2013.

Read more...

Momento música #119

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Olá!
Que a semana se inicie com muita calma e progressos. E que tal começar com música?
Eu gosto muito da voz e das músicas dela, apesar de que ela anda numa fase muito p... louca, o que acho ridículo, ela não deixa de ter talento. E esta música eu acho linda!

 Wrecking Ball - Milley Cyrus



Read more...

Promoção Tesouro Literário: Enfeitiçadas

domingo, 9 de fevereiro de 2014


Domingo é dia de promoção nova!!!!!!!!!! Eba!!!!!
As regrinhas são as mesmas de sempre e a promoção encerra dia 08/03/2014 às 23h59m.

  • Seguir o blog no GFC
  • Comentar neste post
  • Ter endereço no Brasil
  • Chances Extras no Rafflecopter


a Rafflecopter giveaway

Read more...

Resultado Promoção de aniversário

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Boa tarde!!!

Está aí o que todos esperavam com ansiedade: O resultado da promoção de aniversário. 
Algumas pessoas mais ansiosas me perguntaram durante a semana sobre quando sairia o resultado. Realmente foi minha culpa não ter informado de que seria no fim de semana, mas tudo bem. Só fiquei chateada de perguntarem sobre a promoção de aniversário do blog, já que não leram corretamente a postagem da promoção foi dizer, a promoção era do meu aniversário, e não do blog. 
Mas vamos aos ganhadores...


a Rafflecopter giveaway
Já enviei e-mail aos ganhadores e eles têm 3 dias para entrar em contato.
Obrigado a todos que participaram e fizeram esta uma data especial!

Beijos!

Read more...

Sorteio Relâmpago: Por Toda a eternidade.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014



Promoção relâmpago em parceria com a Editora Novo Conceito até às 23h59m dia 11/01/2014 .
Você tem a oportunidade de ganhar um combo contendo: 1 Livro Por toda a eternidade + Marcador + Porta Retrato.
Basta seguir as regras:

  • Seguir o blog no GFC
  • Comentar neste post
  • Ter endereço de entrega no Brasil
  • Chances extras no formulário
E boa sorte! 
a Rafflecopter giveaway

Read more...

Enfeitiçadas - Jéssica Spotswood

Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror. Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual será a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos Caçadores de Bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?
Ainda pequena Cate soube que não era uma garota comum. Ela e as irmãs souberam cedo que eram bruxas, mas somente após a morte da mãe que as coisas começaram a se complicar. Sua mãe sempre deixou claro o quanto esta condição era perigosa, tanto que escondeu do próprio marido: ela era uma poderosa bruxa e o legado foi passado às três filhas, em uma época que estas eram caçadas e aprisionadas em um navio prisão ou em um hospício. Cate, Maura e Tess evitavam praticar magia aos olhos dos outros, mas para Maura e Tess era mais difícil conter seus poderes por serem mais impetuosas, enquanto que para Cate era motivo de preocupação constante, transmitidas pela mãe que muito pediu para que ela cuidasse das irmãs. E as preocupações de Cate aumentam quando ela descobre escondido no quarto o  diário de mãe revelando uma perigosa profecia sobre três irmãs bruxas, uma delas com poderes acima de todas as outras e capaz de mudar a história. Todas estas preocupações recaem em cima de Cate, que também tem que tomar uma importante decisão quanto ao seu futuro: faltam poucas semanas para completar 17 anos e nesta data ela terá que escolher entre se casar, e se o escolhido será o seu melhor amigo Paul, ou aquele que realmente lhe desperta desejos inexplicáveis, Finn. Ou se escolherá a irmandade, uma instituição de Irmãs, para fugir da perseguição constante dos Irmãos caçadores de bruxas, protegendo suas irmãs de todos os perigos oferecidos por sua condição de bruxas.
Saio depressa de casa sem pegar minha capa. Estou quase correndo... não sei para onde... Não há nenhum lugar para onde ir. Tropeço nos meus sapatos de salto idiotas e desejo poder chutá-los para longe e sair correndo descalça, como costumava fazer. Estou cansada de corseletes e anáguas e saltos, de grampos que machucam meu couro cabeludo e de tranças apertadas que fazem minha cabeça doer. Estou cansada de tentar ser tanta coisa: uma mocinha bem educada acima de tudo, uma mãe substituta, uma filha inteligente, uma futura esposa dócil e ...Não quero ser nada disso! Só quero ser eu mesma. Cate. Por que nunca é o suficiente? (Pág. 102)
Eu recebi este livro em parceria com a Editora Arqueiro e estava muito ansiosa pela leitura. Mas.... Esperei mais, minhas expectativas eram maiores do que eu encontrei no enredo. Demorei mais do que imaginava, a história demorou um pouco para surgir os elementos que a deixassem mais envolvente. E quando ela me pegou... o livro acaba. O bom é que é uma trilogia e termina de forma a querermos cortar os pulsos de vontade de ter logo a continuação nas mãos. Como não continuar a ler? É lógico que quero o próximo livro pra ontem. Nem li o primeiro capítulo da sequencia, pois senão era cortar os pulsos na certa.

Spotwsood, Jessica. Enfeitiçadas. São Paulo, Arqueiro: 2014.

Read more...

A mediadora: O arcano nove - Meg Cabot

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Para uma adolescente, trocar de cidade pode ser um trauma. Para Suzannah, a mudança de Nova York para Califórnia está sendo ótima: novos amigos, muitas festas e dois caras bonitões e muito interessantes. Só que um deles é um fantasma. E o outro pode matá-la. Suzannah é uma mediadora, uma pessoa capaz de se comunicar com os mortos e resolver as pendências deles na Terra. A velha casa para onde se mudou com a mãe e o padrasto é assombrada por Jesse, um fantasma jovem e gentil. Como Jesse não liga muito para ela (e, além do mais, está morto), Suzannah se entusiasma com o interesse de Tad Beaumont, o garoto mais cobiçado da cidade. Mas o fantasma de uma mulher, cujo assassinato pode ter relação com um mistério no passado de Tad, a atormenta. E a vida de Suzannah pode estar ameaçada. Ser adolescente é complicado. O que dizer de uma garota que precisa dividir sua atenção entre a própria vida e a morte dos outros?
Suzannah é uma adolescente incomum. Ela tem o dom de ver e conversar com os espíritos daqueles que se foram. E por causa deste dom, ela vive se metendo em situações constrangedoras, dentre elas é estar constantemente na sala do reitor da escola que é um Padre com o mesmo dom que ela. Só que Suzannah tem um jeito mais explosivo de ser e segundo o padre Dominic ela precisa ser mais suave, mais amável com aqueles que se foram e a procuram em busca de ajuda, totalmente anti-Suzannah de ser. Mesmo assim ela tentar cumprir sua missão, além de tentar ser uma adolescente mais normal possível: indo à escola, realizando suas tarefas e curtindo a vida social oferecida na sua nova cidade: Carmel, Califórnia. Apesar de que para conviver com seus meios-irmãos não precisa fingir ser adolescente, pois eles têm brigado como cão e gato, exceto por Mestre, o caçula, com quem ela sempre tem os diálogos mais proveitosos dentre os três. É isto mesmo, Suzannah nomeou os filhos de seu adorável padrasto pelos nomes dos sete anões: Dunga, Soneca e Mestre. Mesmo vivendo em uma bela casa na ensolarada Califórnia, ela ainda se sente intrusa após a recente mudança, mesmo no seu quarto morando um fantasma espanhol muito charmoso que a chama de hermosa com uma voz sexy e rouca, Jesse. Uma noite Suzannah acorda com os gritos desesperados de um espírito que a pede ajuda. Ela precisa dizer ao Red que a culpa não foi dele. Para cumprir esta nova missão, Suzannah vai se enredar em uma rede de mentiras e descobrirá um segredo envolvendo muitas vidas e também muitas mortes.
E o pior era que, considerando a quantidade de encrenca em que eu me metia o tempo todo em Nova York, eu não estava muito ansiosa para deixar minha mãe saber que eu estava metida em mais coisas estranhas ainda deste lado do país. (Pág. 145)
Esta é uma série juvenil da Meg Cabot e este é o segundo livro. Eu gosto da trama, mas estou ansiosa pelos romances arrebatadores e por enquanto só temos as aventuras de Suzannah com seu jeito explosivo e seus arroubos de fúria e coragem, para não dizer insanidades, ao enfrentar os perigos. Ela é inteligente a astuta, mas ainda uma adolescente e tem seus momentos de loucura e de fazer as coisas sem pensar muito. Mesmo assim a história nos diverte muito e é uma delícia de ler.

Cabot, Meg. O arcano nove; A mediadora 2. Rio de Janeiro, Galera Record, 2011.

Read more...

Momento música #118

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Bom dia!!!
Primeira segunda-feira de fevereiro. Um mês pequeno mas com muito trabalho e com um feriado no final... Eba!!!!
Quem quer música???
Esta música é de uma artista que tem uma linda voz e as músicas tem uma pegada bem indie.

I follow rivers - Lykke Li




Read more...

Promoção Dia de São Valentim

domingo, 2 de fevereiro de 2014


E aí? Saudades de uma promoção convencional?
Então lá vai!!!!

Para participar, é só seguir as mesmas regras de sempre:

  • Seguir o blog no GFC
  • Ter endereço de entrega no Brasil
  • Comentar neste post
  • As chances extras é só acompanhar no Rafflecopter


a Rafflecopter giveaway

Read more...

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados