Top filme #26: Carrie, a estranha

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013


Carrie retrata um grande desastre ocorrido na cidade americana de Chamberlain, Maine, destruída pela jovem Carietta White. Nos anos anteriores à tragédia, a adolescente foi oprimida pela sua mãe, Margaret, uma fanática religiosa. Além dos maus tratos em casa, Carrie também sofria com o abuso dos colegas de escola, que nunca compreenderam sua aparência, nem seu comportamento. Um dia, quando a jovem menstrua pela primeira, ela se desespera e acredita esta morrendo, por nunca ter conversado sobre o tema em casa. Mais uma vez, ela é ridicularizada pelas garotas do colégio. Aos poucos, ela descobre que possui estranhos poderes telecinéticos, que se manifestam durante sua festa de formatura, quando os jovens mais populares da escola humilham Carrie diante de todos.
Carrie é uma adolescente, que até seria normal se não fosse a criação completamente maluca de sua mãe, e – claro, os seus poderes telecinéticos. Em toda sua vida ela lutou para ser uma típica menina norte-americana, mas isso nunca foi possível, pois sua mãe, uma religiosa fanática, sempre proibiu a menina de todas as coisas em que podia. Depois de muitos anos sendo zoada pelos colegas da escola, Carrie descobre os seus poderes e agora pode se vingar de todos aqueles que lhe fizeram mal.




“Carrie, a estranha” é mais uma das adaptações do livro de Stephen King, e posso dizer que não foi um dos melhores. O filme em si parece mais uma versão de Meninas Malvadas, sério, não tem terror algum; é só a “menina estranha” sendo zoada pelo grupo popular da escola (típico filme norte-americano... cof, cof). O único terror mesmo vem nos últimos minutos, e nem é um terror daqueles de dar medo, digamos que seja a vingança merecida (o que na minha opinião deveria ter sido pior, haha).

As escolhas dos atores, na minha opinião, foi boa. Quem já conhece o trabalho da Chloe Moretz, – que fez o papel de Carrie, ficou bem em duvida  se tinha sido uma boa ideia; pois cá entre nós, a Chloe não tem carinha de coitada nem aqui nem na China. Porem, se formos olhar o seu currículo, a atriz já está mais que acostumada com banhos de sangue, e é exatamente no Baile que podemos ver o porque ela foi escolhida para interpretar Carrie.
Enfim, se não formos comprar com as adaptações antigas do livro e se não formos esperar terror; até que esse foi bom. Mas confesso que eu esperava bem mais. Talvez o diretor tenha amenizado as coisas para agradar um publico mais jovem (12 anos no máximo). Talvez eu esteja tão acostumada com filmes mais "explícitos", com mais terror e violência, não sei. Mas o filme ficou bom, não tão bom; mas chega a agradar.

Título original: Carrie
Roteiro: Roberto Aguirre-Sacasa e Stephen King 
Direção: Kimberly Peirce

4 Comentários:

Pandora L. 12 de dezembro de 2013 12:35  

Ai, eu e minha mania de sumir com os comentários hahaah bora again
eu desanimei muito agora! eu tava nas duvidas com essa adaptação, mas gostei do trailer,esperava muito do filme (Espero na verdade, ainda vou ver!) eu também to acostumada a algo mais cru e sério. Uma pena que eles suavizaram, o filme antigo dava pra entender porque ela era ridicularizada, ela tinha jeito estranho (não que justifique) mas a Chloe realmente não tem cara de alguém que seria impopular xD Espero ter impressões diferente
Bjus bjus!
Pan
http://pansmind.blogspot.com/2013/11/sorteio-de-natal-amazonia-arquivo-das.html

Pandora L. 12 de dezembro de 2013 12:36  

E eu consegui esquecer uma coisa, o blog é lindo,amei de paixão esse layout, encantador ♥
bjusssss

Leticia 12 de dezembro de 2013 14:17  

Eu confesso que tenho certo medo de filmes de terror, mas como voce diz que não tem nada de mais.
Acho que mesmo assim vou ter medo..rs A história da menina parece ser bacana e parece não trazer nada de mais mesmo.

beijos
livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Carolina Ribeiro 16 de dezembro de 2013 09:54  

Eu não vi as versões antigas e a original (vergonha!), então me arrisquei e fui assistir esse no cinema. Não achei que tivesse anda de terror, mas sim é mais voltado para o suspense.
Achei meio fraquinho, rsrsrsrs.

http://autoracarolinaribeiro.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados