Melhores do ano

terça-feira, 31 de dezembro de 2013



Olá! Vocês não achavam que iríamos encerrar o ano sem uma retrospectiva, não é mesmo? Tudo o que vimos nos últimos dias foi o que teve de melhor e em alguns casos, de pior no ano. Eu não pretendo fazer um revival dos piores, pois é melhor não comentar. Mas eu e a Eduarda escolhemos os melhores em nossa humilde opinião...
Não sei se conseguirei elencar somente cinco ou dez, mas vou tentar...

O ano começou maravilhosamente bem com uma das sagas mais que perfeita. Eu sei que a protagonista despertou a antipatia de alguns leitores, mas eu simplesmente me apaixonei por esta bela história que soube misturar o humor com um grande amor. Cinco estrelas e favoritos todos eles. 



Quem leu este livro sabe porque da minha comoção. É uma história surpreendente que muito me emocionou, e até agora, a quem indiquei o livro, ficou com o mesmo sentimento.









 Todos esperavam ansiosos o desenrolar final desta série. Quem não é louquinha pelo Patch? Eu gostei da forma que foi acabada, não achei que ficou pontas soltas.
Um dos livros que me surpreendeu muito. Afinal eu o troquei no bônus de cartão de crédito por falta de coisa melhor. E o livro é simplesmente maravilhoso! Ele tem um tema que mexe muito comigo que é a guerra. E a história é simplesmente tocante e não vejo a hora de conferir o filme.







A casa das orquídeas... Como tive coragem de pensar em sortear este livro? A história é uma poesia de tão delicada. 









Esta é uma autora que, como se diz, leio até a lista de compras. Ela consegue te atingir de uma forma inexplicável. Emoção garantida.










A série nacional que levou muitos leitores à loucura! Pessoas passaram a madrugada acordada para comprar o livro na pré-venda e perderam noites de sono para saber o que aconteceu com a Fani e o Leo. 








O que se dizer de uma escritora que fala com perfeição de Druídas, Celtas, amor e guerra? Arrebatamento puro!









Quem não sofreu com a espera sem fim de Último Sacrifício? Pois é, comprei o livro na pré-venda e comecei a ler assim que abri a embalagem. Esta série é perfeita, para ser lida e re-lida! 








Adorei esta surpreendente história. O que se pode esperar de uma grande amizade é contado neste livro. 









Este livro é um exemplo do quanto que a vontade do leitor tem peso. Quase que não era publicado, mas ainda bem que a editora ouviu o clamor do público e nos presenteou com o desenlace desta história muito fofa.








Esta foi de longe a história mais forte e dramática do ano. Simplesmente espetacular. Linda e forte!









Mais uma escritora nacional e mineira que me surpreendeu. Tanto pessoalmente quanto através da obra. Um chick-lit com tudo o que se tem direito: muito dramalhão, comportamento sem-noção, altas risadas e muito romance. 








Nora Roberts mais uma vez nos emociona com um belo romance contemporâneo, que mescla humor e muito amor.









E todos os críticos de plantão podem dar o braço a torcer. A culpa é das estrelas é simplesmente tocante. Nos toca com uma profundidade inexplicável.









E na opinião da Eduarda...


Belo Desastre: Acho que esse foi o livro que mais me surpreendeu. Não sou se gostar de romances (principalmente adolescentes), mas me digam: como resistir a Travis Madox? Pois é, desculpa mundo; mas eu fui arrebatada por esse livro e fiquei completamente apaixonada!







Extraordinário: Com um protagonista realmente extraordinário o livro me encantou de uma maneira inexplicável. Acho que só vocês lendo para entender esse meu amor pela historia.








As Vantagens de Ser Invisível: Pra mim, Charlie é como um Auggie (do livro Extraordinário). Só que sem a deformação no rosto. Mas os dois são igualmente encantadores, daqueles personagens que nos deixa com vontade de cuidar deles.








O Menino do Pijama Listrado: Eu sempre fui encantada por historias da época das guerras e do nazismo; e quando eu encontrei O Menino do Pijama Listrado, que nos mostra o outro lado daquele "apocalipse" todo. Acho que esse fato é o que mais me fez amar tanto o livro.







É isto aí! Estes foram os nossos favoritos de 2013. E vocês? Do que mais gostaram?
Nós do Tesouro Literário desejamos a todos que 2014 não seja só melhor, mas que todos possamos nos tornar melhores para nós mesmos e para os outros. Que todos possamos refletir sobre as nossas escolhas e que possamos ser felizes com elas.
Um feliz ano novo para todos nós!

Beijos!

Read more...

Momento música #113

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Olá boa Tarde!

Hoje com esta chuva, feriado prolongado e vontade de ler, deu uma preguicinha... Mas não falha. A música para coroar a nossa virada de ano...

We are young - Fun feat Janelle Monae


Read more...

Na companhia das estrelas - Peter Heller

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Em um mundo devastado pela doença, Hig conseguiu escapar à gripe que matou todo mundo que ele conhecia. Sua esposa e seus amigos estão mortos, e ele sobrevive no hangar de um pequeno aeroporto abandonado com seu cachorro, Jasper, e um único vizinho, que odeia a humanidade, ou o que restou dela. Mas Hig não perde as esperanças. Enquanto sobrevoa a cidade em um avião dos anos 1950, ele sonha com a vida que poderia ter vivido não fosse pela fatalidade que dizimou todos que amava. Hig é um guerreiro sonhador. E tem uma imensa vontade de gente, apesar da desilusão que se abateu sobre ele. Por isso é capaz de arriscar todo seu futuro quando, um dia, o rádio de seu avião capta uma mensagem... Voe com Hig e Jasper e se encante ao descobrir que um mundo melhor pode estar em cada um de nós.
Hig é um piloto de avião que sobreviveu à epidemia de gripe que dizimou a humanidade. Ele agora vive em um aeroporto junto com seu fiel cachorro e amigo Jasper e o vizinho louco Bangley, que possui um armamento pesado em sua casa e odeia o pouco que sobrou da humanidade. Poucas pessoas sobreviveram à epidemia,  e os poucos que sobreviveram vivem agora ilhados em pequenas aldeias, pois foram contaminados pela gripe e ainda podem espalhar a doença ou vivem em bandos agressivos e homicidas. Hig e Jasper passava os dias sobrevoando o país a procura de sobreviventes e de recursos para sobrevivência, mas esta era uma atividade muito arriscada, porque nem todos os sobreviventes mantiveram a sanidade. Ainda têm alguns que passaram a se comportar como bandidos e animais ferozes, atacando  e matando. Ainda que tenham perdido a fé, uma vez que perderam seus entes amados, eles ainda sonham com os bons dias passados antes da terrível doença. Mas já se passaram nove anos, e pouca coisa restou. Talvez ele não tenha perdido a sanidade após perder a esposa grávida, devido à companhia de seu cão, ou do seu vizinho Bagley, que o salvou de outras enrascadas várias vezes, devido ao seu bom coração, Hig tem dificuldades de se defender conforme o necessário para se garantir vivo, ele não possui a frieza necessária para se puxar um gatilho, o que é muito fácil para Bangey. Por isso, Bagley  construiu uma verdadeira fortaleza no pequeno aeroporto, mantendo-os seguros de alguma forma, mas é Jasper, seu cachorro fiel que o acompanha a cada aventura e até mesmo dormindo sob as estrelas contando as constelações  e sonhando com uma vida de felicidades. Para eles, tudo o que restou foram os sonhos, pois a realidade cruel eles já a vivem todos os dias.
É possível amar de uma maneira tão desesperada que a vida se torna insuportável? Não falo do amor não correspondido, quero dizer estar amando. Estar vivenciando o amor e sentir-se desesperado, por saber que acabará, pois tudo acaba. Um dia. (Pág.94)
Bom! Este livro agradou muitas pessoas, de acordo com as notas do skoob e do Goodreads, mas infelizmente eu não consegui me encantar pela história. Para mim, foi uma história que fala de perdas, mas não se fala de esperança. Achei a narrativa cansativa. Não há marcação nos diálogos, os mesmos acontecem no meio dos parágrafos, confundindo o leitor. Muitas vezes tive que reler a página para conseguir segregar a narrativa dos diálogos. Já tive oportunidade de ler outras distopias, mas esta me transmitiu uma ideia muito definitiva de “fim”, coisa que eu não concordei. Talvez tenha me faltado a sensibilidade que outras pessoas tiveram com a leitura, por isso eu deixo para o leitor a determinação de ler e nos contar suas  impressões.

Heller, Peter. Na companhia das estrelas. Novo conceito Editora, 2013.


Read more...

Novidades Arqueiro

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013





Read more...

O presente - Cecelia Ahern

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013



Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, tem sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte, e, quando está em casa, com a esposa e os filhos, sua mente está, invariavelmente, em outro lugar. Numa manhã de inverno, Lou encontra Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha. Os dois começam a conversar, e Lou fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações de alguém que tem observado uniões improváveis entre os colegas de trabalho de Lou, como os encontros da moça de sapatos Loubotin com o rapaz de sapatos pretos... Ansioso por saber de tudo e por manter o controle sobre tudo, Lou entende que seria bom ter Gabe por perto — para ajudá-lo a desmascarar associações que se formam fora de suas vistas — e lhe oferece um emprego. Mas logo o executivo arrepende-se de ajudar Gabe: sua presença o perturba. O ex-mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e, além disso, Gabe lhe fala umas coisas muito incomuns, como se soubesse do que não deveria saber... Quando começa a entender quem é realmente Gabe, e o que ele faz em sua vida, o executivo percebe que passará pela mais dura das provações. Esta história é sobre uma pessoa que descobre quem é. Sobre uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam. E todos são revelados a ela. No momento certo.
Lou Suffern é um jovem empresário que sonhou muito e ainda sonha. Mas os seus sonhos tem mais haver com sua ambição do que seus sentimentos. Ele possui uma bela família com uma esposa dedicada, Ruth e seus dois filhos: Lucy de cinco e Ross de  um ano, mas que ele nunca tem tempo. Seu lema era de que queria sempre estar em dois lugares ao mesmo tempo, mas como isto não é possível, ele vive uma correria sem fim. Mas por causa desta correria e de sua ambição, ele deixa de dar valor a quem realmente é merecedor. Ele sempre acha enfadonhas as reuniões familiares. Ele menospreza as necessidades de sua família, pois considera o fato de trabalhar muito para dá-los uma vida melhor, mais do que o suficiente, mas se esquece de estar presente, de participar e apoiar. Esquece ou não faz questão nenhuma. Em seu trabalho, vive em eterna competição para ser o melhor, se destacar, ser o primeiro ou mais importante.
Um dia, Lou que está sempre correndo, acaba prestando atenção a um sem-teto que está sentado ao lado da recepção do prédio que ele trabalha, sob o tempo castigante. Seu nome é Gabriel e de alguma forma ele desperta a atenção e simpatia de Lou. Lou lhe oferece um café e puxa conversa e é contaminado pelo bom humor daquele homem que mesmo sob uma condição precária é o retrato do otimismo. Durante a conversa, Gabe menciona alguns acontecimentos da semana anterior que intrigam Lou, e o leva a acreditar que Gabe pode ser um aliado na empresa que trabalha e acaba o contratando. Já no primeiro dia, ele se sente incomodado com a proximidade de Gabe. Ao contrário de Lou, Gabe parece estar em todos os lugares ao mesmo tempo e conquistou a simpatia de todos na empresa. Lou se arrepende da decisão, pois na sua arrogância e mesquinharia se sentiu ameaçado pelo homem que se desdobrava para auxiliá-lo. Ele sempre tinha uma palavra amiga permeada com uma dose de realismo para Lou, e que acabava incomodando. No alto do seu egoísmo, ele se achava superior às demais pessoas, colocando-se acima de todos: de seus pais, irmãos, esposa e filhos e até mesmo da lei. Pra se ver livre de incômodos, ele assume responsabilidades para deixar por conta da secretária, pela simples conveniência de ter tudo pronto, sem precisar fazer nada. Ele seduz e conduz as situações conforme lhe é conveniente.
Ruth olhou para Lou, cambaleando sob o vão da porta, os olhos vermelhos, abandonando toda a cautela e agindo como um idiota na frente dos convidados. Ele nunca suportaria algo assim – e ela nunca faria algo assim -, e essa era a diferença que havia entre eles. Mas ali estava ele, cambaleando e feliz, e ali estava ela, estática e profundamente insatisfeita, imaginando por que escolhera ser a cola que unia todos aqueles pedaços. (Pág. 137).
Eu gosto muito dos livros da Cecelia, e todos que li mexeram comigo. Ao longo deste livro eu tentava entender porque era tão diferente de todos os anteriores. Cheguei a conferir na capa se realmente era ela a autora. Lou é o personagem mais idiota e antipático que se pode encarar. A forma como ele trata sua família é simplesmente nauseante. Mas até que enfim, o desenrolar da história te pega e te derruba. Te nocauteia com um imenso e sonoro soco na cara. E você chora e você pensa na sua vida e o nos faz pensar em como escolhemos levar as nossas vidas. E por isto escolhi postar esta resenha no dia de natal, para que você se sinta curioso e tentado a ler e descobrir a verdade de que...
As vezes é preciso se entregar a alguém para perceber quem você realmente é. 
Ahern, Cecelia. O presente. Novo Conceito Editora, 2013.

Read more...

Top Filme #28: A Vida Secreta de Walter Mitty

terça-feira, 24 de dezembro de 2013


Walter Mitty (Ben Stiller) é o responsável pelo departamento de arquivo e revelação de fotografias da tradicional revista Life. Ele é um homem tímido, levando uma vida simples, perdido em seus sonhos. Ao receber um pacote com negativos do importante fotógrafo Sean O'Connell (Sean Penn), ele percebe que está faltando uma foto. O problema é que trata-se justamente da foto escolhida para ser a capa da última edição da revista. É quando, Walter, com o apoio de Cheryl (Kristen Wiig) é obrigado a embarcar em uma verdadeira aventura.

Walter Mitty trabalha em uma revista, a Life; e que está apaixonado por uma colega de trabalho, mas por ser muito tímido não sabe como dizer isso para Cheryl. Walter é um cara comum, daqueles que vivem sonhando, mas a vida é bem entediante. Mas, em um dia, ao chegar no prédio da Life, ele descobre que a empresa foi vendida e, – como ele é responsável pelo setor de negativos, fica encarregado de revelar a foto que será a capa da ultima revista.

O problema é que o negativo da fotografia não está junto com o pacote de negativos que lhe foi entregue. E ao desenrolar do filme nos deparamos com várias aventuras que Walter vive para conseguir resgatar a foto. Será que essas aventuras mudarão a rotina dele? Será que ele encontrará o negativo? É isso que descobrimos neste filme.


Gente, confesso que entrei na sala de cinema sem saber nem do que se tratava o filme (sabe aqueles filmes que você escolhe aleatoriamente enquanto está comprando o ingresso? pois é). Então eu não tinha nenhuma expectativa com o filme, meio que "paguei para ver", e olha... me surpreendi. O filme é uma comedia bem divertida, e leve (porque atualmente os diretores pensam que para ser engraçado tem que ser apelativo, sei lá). Walter é um personagem cativante, daqueles que você passa o filme inteiro torcendo por ele, e fica com dó quando algo dá errado.

Mesmo com um enredo um tanto logo para pouca historia, eu achei legal, o personagem entra em cada situação "surreais", o que garante o divertimento do público. Um fato engraçado é que Ben Stiller é o protagonista, e o diretor do filme; e achei que ao menos nesse filme ele desempenhou os dois papeis muito bem. Enfim, se você está afim de dar boas risadas, vá assistir à este filme. Beijos!


Título original: The Secret Life of Walter Mitty
Direção: Ben Stiller

Read more...

Momento música #112

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Olá!

Semana do natal. O amor está no ar e nada melhor do que uma música para inspirar os sentimentos mais puros em nossos corações.


Read more...

Top Piriguetagem Literária 2013

sábado, 21 de dezembro de 2013


Bom dia!!!! E neste penúltimo sábado do ano, vamos acompanhar o desafio da Nanda Assis e também destacar os nossos top 10 da piriguetagem literária de 2013. Sabem aqueles homens que nos fizeram aumentar a temperatura ou chorar de tanto amor? Então! Estes mesmos e cada um de nós temos os nossos favoritos. E os meus são:

Cricket é o garoto bonitinho, desengonçado, esquisito, gentil e muito fofo que mora na casa vizinha de Lola e que a faz tremer na base. Ele é todo esforçado, dedicado à família e à irmã gêmea, mas que nunca reclama de nada e está sempre disposto a ajudar. Muito meigo!

9) Alexander em Simplesmente Ana
Alexander é o enteado do rei Andrej, pai de Ana. E fica sendo o "babá"  quando ela quando chega à Krósvia. Lindo, alto, olhos verdes e muito gato.

8) Guga em Azar o seu 
Gustavo é o cara gato, talentoso, divertido e cavalheiro, que, quando volta ao Brasil e reencontra Bia que não o reconhece, faz de tudo pra ficar com ela sem se revelar.

7) Lucius Vladesco na série Como se livrar de um vampiro apaixonado
Um noivo inimaginável: bonito, galante e apaixonado. Adoro!

6) Carter em Álbum de casamento
O professor bonito, sério, antiquado, sexy e apaixonado desde a adolescência por Mac. Fofíssimo!

5) Leo em Fazendo meu filme 4
O adolescente que chega à idade adulta, bonito e talentoso. Mas que continua apaixonado pelo seu primeiro amor. Meio atrapalhado, mas ainda um doce.

4) Anthony Bridgerton em O visconde que me amava
O irmão mais velho de uma família de cinco irmãos, bonito de família tradicional e muito atrapalhado quando se apaixona pela noiva totalmente fora do seus objetivos. Adorei!

3) Gabe Sullivan em Não posso me apaixonar
Lindo de morrer, educado e naturalmente sedutor. Quem aguenta?

2) Travis Maddox em Belo desastre
O badboy descolado e valentão que fica manso com sua amada.

1) Dihren em A saga do tigre
Indiano lindo, moreno dos olhos azuis que foi amaldiçoado e agora está liberto. Apaixonante.

Bem. Estes são meus eleitos do ano! E você já tem os seus?

Beijos e bom fim de semana!

Read more...

O segredo de Emma Corrigan - Sophie Kinsella

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo. Como se não bastasse ter derramado a bebida num superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida? Mas o destino decide brincar com a protagonista: o avião pousa em segurança e o distinto cavalheiro nada mais é que o fundador e presidente da empresa onde trabalha. E além dos segredos pessoais, Emma abriu o verbo sobre todos os colegas da Panther e suas estratégias para enrolar no serviço. Para recuperar o respeito profissional - e voltar às boas com o pessoal do escritório - Emma se mete nas situações mais inusitadas, quase novelísticas. Mas com as quais todas as mulheres acabam se identificando.
Emma Corrigan é uma jovem inglesa que ainda não achou uma carreira que se encaixasse ao seu perfil. Apesar de tudo, ela não desiste e agora, trabalhando como assistente de marketing de uma grande marca, ela espera alcançar uma promoção muito em breve. Como está prestes a completar um ano na empresa, ela espera ansiosamente chegar a executiva de marketing muito em breve e espera fazer bonito no encontro de negócios com um parceiro de sua empresa, que seu chefe a mandou como representante para a Escócia. Paul, seu chefe, garantiu que seria uma reunião simples e que ela deveria somente sorrir, apertar algumas mãos e balançar a cabeça concordando, pois já era um negócio concluído. Mas para sua surpresa as coisas não eram bem assim e o inesperado acontece. O parceiro da empresa na verdade estava desfazendo a parceria e pra piorar, Emma entornou suco de uva na camisa do homem. Temendo o pior, ela vai para o aeroporto já imaginando sua carreira descendo pelo ralo. Deprimida e completando o medo de avião ela resolve dar uma paradinha no bar e acaba tomando umas doses de vodca, maldizendo seu azar sob os olhares curiosos de uma comissária de bordo. Quando Emma se dirigiu ao avião, para sua surpresa a mesma comissária estava recepcionando os passageiros e ela se solidariza com o sofrimento de Emma transferindo-a para a classe executiva e ainda lhe serve champanha. Emma fica toda feliz e se achando. Mas logo durante o voo, uma forte turbulência dá um sacode na aeronave, e ela desesperada com sua possível morte, pega seu companheiro de viagem para tábua de salvamento e dispara a contar todos os seus pequenos segredos...
Não consigo parar de falar. Simplesmente não consigo.Toda vez que o avião treme ou dá um pulo outra torrente de palavras sai aleatoriamente da minha boca, como água jorrando nunca cachoeira. É falar ou gritar. (pág.31)
Quando Emma retorna ao trabalho na segunda-feira, não imagina que as surpresas que a esperam são muito mais do que o desastre da reunião de negócios. Logo que chega à empresa, fica sabendo que o todo poderoso chefão dono de tudo Jack Harper, está visitando a sucursal inglesa e que todos devem agir na maior naturalidade possível, Emma descobre ser esta uma missão impossível pois o seu chefe é o mesmo vizinho de poltrona no fatídico voo da Escócia para a Inglaterra, e ele é o homem sabe todos os seus segredos mais íntimos.

Nada melhor do que uma deliciosa comédia para aplacar o estrago dos livros cansativos. Este é o primeiro livro da autora que leio e ela é super recomendada por minhas colegas do clube das Chocólatras e é claro que tinha que ser uma delas a recomendar para leitura de dezembro. Não dei gargalhadas com o livro, mas me pegava o tempo todo sacudindo a cabeça e pensando: ela é uma despirocada. Ao mesmo tempo que as coisas dão errado, elas acabam dando certo para Emma, e a gente se diverte muito. Adorei conhecer a escritora e espero ansiosa pela leitura dos próximos livros que estão na estante. 

Kinsella, Sophie. O segredo de Emma Corrigan. Rio de Janeiro, Record, 2011.

Read more...

Novidades Arqueiro

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013




Read more...

A livraria 24 horas do Mr. Penumbra - Robin Sloan

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

A recessão econômica obriga Clay Jannon, um web-designer desempregado, a aceitar trabalho em uma livraria 24 horas. A livraria do Mr. Penumbra — um homenzinho estranho com cara de gnomo. Tão singular quanto seu proprietário é a livraria onde só um pequeno grupo de clientes aparece. E sempre que aparece é para se enfurnar, junto do proprietário, nos cantos mais obscuros da loja, e apreciar um misterioso conjunto de livros a que Clay Jannon foi proibido de ler. Mas Jannon é curioso…


Clay Jannon é um jovem web designer que trabalhava em uma grande empresa do ramo alimentício, mas que perdeu o emprego após uma grande recessão econômica. Precisando trabalhar para pagar as contas e o aluguel do apartamento que divide com mais dois colegas, ele sai à caça de qualquer coisa que se possa fazer e que seja remunerado. E Clay acaba descobrindo uma livraria muito peculiar em São Francisco, e assume o cargo de atendente noturno. Mas esta não é uma livraria comum, ela  funciona 24 horas e tem uma clientela muito diferente à encontrada normalmente. Ele não entende como uma livraria pode se sustentar com tão poucos clientes, e que na sua maioria não compra nada, pois são associados vidrados, que simplesmente chegam, solicitam o próximo livro, apresentam a carteira e vão embora. Quando foi contratado, seu chefe, o Mr. Penumbra lhe disse para nunca, jamais abrir aqueles livros do alto da estante: eles eram proibidos. Clay então decide a tentar levantar o ibope da livraria para melhorar o movimento. Ele arrisca umas ações na internet e convida seus amigos para conhecer a livraria.
É claro que tinha que ter um amigo para instigar a fazer o que não se pode, e logo Clay abre um dos livros com a intenção de saber o assunto. Para sua surpresa, ele não entende bulhufas, e incentivado pelo amigo, ele subtrai um livro do acervo para que ele seja escaneado e seus códigos decifrados. Esta atitude o levará a uma busca desenfreada pela verdade e pela solução de um grande enigma.
...- Mr. Penumbra viajou.- Mas quando ele volta?A Miss Lapin não responde apenas olha para mim, então se vira lentamente para cuidar da chaleira, que começou a estremecer e a apitar sobre o fogãozinho. Uma combinação resplandecente de medo e curiosidade invade meu cérebro. É hora de falar sério. (Pág. 108)

Eu tinha uma grande expectativa sobre um livro que falava de uma livraria. Dentro de minha cabeça passou mil possibilidades, mas nada perto do que encontrei. O livro é bem escrito, mas, o enredo não me conquistou. Fiquei ansiosa pelo desenrolar, mas quando este chegou ainda assim fiquei esperando mais. Esta é uma opinião pessoal, portanto leiam e tirem suas próprias conclusões, pois o livro tem uma avaliação muito boa de 3,77 no goodreads e 3,8 no skoob. Para mim a editora continua fazendo um excelente trabalho, a capa realmente é um chamativo a mais e me despertou muita curiosidade. Quem aí que não gosta de livros, não leria um, com uma capa destas? Quando lerem, me conte aqui o que acharam.


Sloan, Robin. A livraria 24 horas do Mr. Penumbra. Novo Conceito Editora, 2013. 

Read more...

Top Filme #27: O Hobbit: A Desolação de Smaug

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Atenção: a resenha pode conter spoilers do primeiro filme!!

Após iniciar sua jornada ao lado de um grupo de anões e de Gandalf, Bilbo Bolseiro segue em direção à Montanha Solitária, onde deverá ajudar seus companheiros de missão a retomar a Pedra de Arken, que fará com que Thorin obtenha o respeito de todos os anões e o apoio na luta para retomar seu reino. O problema é que o artefato está perdida em meio a um tesouro protegido pelo temido dragão dragão Smaug. Ao mesmo tempo, Gandalf investiga uma nova força sombria que surge na Terra Média.

 Em O Hobbit: A Desolação de Smaug, o segundo filme da série adaptada do livro O Hobbit, de J. R. R. Tolkien; temos a continuação da aventura dos treze anões, o Mago e o nosso querido hobbit, Bilbo, até Erebor. Com ameaças ainda mais perigosas.

Após serem recebidos por Beorn em sua casa, o grupo segue para a Floresta das Trevas. Porem, sem a ajuda de Gandalf, – que está investigando uma nova, e muito poderosa, força sombria que surge na Terra Média. Nesse segundo fime temos tambem a introdução de novos personagens que farão muita diferença no proximo filme.

Chegar até Erebor é realmente um desafio muito perigoso, mas que os aventureiros estão dispostos à enfrenta-lo – mesmo sendo caçados por Orcs, e aranhas, e Elfos da Floresta (é, muita coisa, eu sei). Mas nenhum desses perigos se comparam ao que está esperando os pequenos heróis na Montanha Solitária. Será que essa missão será bem sucedida?


Nesta sexta-feira, 13/12, foi a estreia de O Hobbit: A Desolação de Smaug, e eu, – como uma apaixonada pela história e louca pela Terra Média, que passou anos imaginando como seria tudo aquilo que eu li no livro; tive que conferir. O filme começou com um prelúdio, mostrando como surgiu a ideia para essa missão, o que na minha opinião, deve ter confundido algumas cabecinhas que não conhecem bem a história.

Com muitas lutas, o segundo filme teve mais ação que o primeiro, e com ótimos efeitos especiais, – como eu assisti em 3D, teve uma emoção à mais, rs. Gostei muito, pois mesmo sendo longo, uns 161 minutos, o filme ficou rico em detalhes, e bastante fiel ao livro. Esperei anos para ver aquilo, faltei perder o ar com algumas cenas, kk.

O final do enredo me deixou com aquele gostinho de quero mais, e quero agora. Sério, não acredito que vou ter que esperar até o próximo ano para ver a conclusão do filme. Ainda estou em estase, e tentando digerir o filme. Então, se você gosta do gênero, gosta do livro, ou está apenas curioso, não perca tempo, sério, corre pro cinema e assista esse filme M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O.


Título original: The Hobbit - The Desolation of Smaug 
Roteiro: Fran Walsh, Guillermo del Toro, J.R.R. Tolkien, Peter Jackson, Philippa Boyens 
Direção: Peter Jackson

Read more...

Momento Música #111

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Bom dia, amigos!
Estamos iniciando a última quinzena do ano de 2013, portanto caprichem. Vamos animar a semana com uma música bem legal, que até este exato segundo não sei qual é...
Achei algo muito interessante!
O mundo musical é feito de alternativas e possibilidades, cada uma mais criativa do que a outra. E que tal se aquelas músicas que adoramos, fossem regravadas com instrumentos de brinquedo? Foi o que fez a banda mineira Pato Fu no DVD Música de Brinquedo.

Rock and Rol Lullaby - Pato Fu



Read more...

Anjos à mesa - Debbie Macomber

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Shirley, Goodness e Mercy sabem que o trabalho de um anjo é interminável — especialmente na véspera do Ano-novo. Ao lado de seu novo aprendiz, o anjo Will, elas se preparam para entrar em ação na festa de fim de ano da Times Square. Quando Will identifica dois solitários no meio da multidão, ele decide que a meia-noite será o momento perfeito para dar aquele empurrãozinho divino de que eles precisam para acabar com a solidão. Então, por “acidente”, Lucie Ferrara e Aren Fairchild esbarram-se no meio da alegria da festa, mas, assim como se aproximam, acabam se perdendo: um encontro marcado que não acontece os afasta pelo resto da vida. Ou será que não? Um ano depois, Lucie é a chef de um novo e aclamado restaurante, e Aren é um colunista de sucesso em um grande jornal de Nova York. Durante todo o ano que passou, os dois não se esqueceram daquela noite. Shirley, Goodness, Mercy e Will também não se esqueceram do casal... Para uni-los novamente, os anjos vão usar uma receita antiga e certeira: amor verdadeiro mais uma segunda chance (e uma boa dose de confusão), para criar um inesquecível milagre de Natal.
Quando os quatro anjos Shirley, Goodness, Mercy e Will desceram à terra na noite de ano novo para dar uma “espiadinha”, não imaginaram que iriam comprometer seriamente o destino de um casal.
Lucie Ferrara é uma jovem estudante de gastronomia que aos poucos está realizando um antigo sonho: ter seu próprio restaurante. Ela vive com sua mãe no Brooklyn em Nova Iorque e está em uma fase importante de sua vida. Quando suas amigas insistem para que as acompanhe até à Avenida Times Square para assistir a chegada do ano novo, tudo o que ela realmente desejava era uma cama quentinha, porém quis o destino que lá se encontrasse sozinha, à meia-noite, e ter sido beijada por um estranho.
Aren é um jornalista recém-chegado à cidade, e se encontra meio perdido no meio daquela multidão. Mas ele não tem dúvidas do que deverá fazer quando se esbarra com Lucie naquela noite. A simpatia e o interesse são mútuos, e eles acabam passando horas conversando. Mesmo não sendo o momento profissional mais apropriado para um relacionamento, Lucie sente que sua vida pode ser diferente dali por diante com esta promessa de um relacionamento.
“O primeiro beijo fora agradável. O segundo, após se conhecerem um pouco mais, foi muito, mas muito melhor. Dessa vez, ela ouviu música, mas era o som de um coração feliz.” (Pág.32).
Querendo testar o destino, eles marcam um novo encontro para dali a uma semana, no alto do Empire State Building, mas que por uma ironia do destino eles se desencontram, gerando para os quatro anjos a incumbência de, sem se envolverem diretamente, reunir novamente o casal.
Os livros da Debbie Macomber são uma delicinha de se ler. Para mim, são os livros que pegamos sem esperar nada tão grandioso, mas que por ser uma leitura leve e rápida, te dá prazer na leitura. São romances água-com-açúcar, clichês e divertidos. A mãe da Lucie, assim como a irmã do Aren, são duas figuras, que roubam a cena no objetivo de unir o casal.   Ah, sem esquecer do quatro anjos. Nunca ouvi falar de anjos mais dispersos e canastrões. Fiquei com dó do anjo regente, Gabriel.
É um livro para se ler em um dia, mas como eu peguei no meio da semana, consegui ler em dois. Mesmo sabendo que é um romance morno, confortável, eu adorei pela facilidade da leitura. Pessoas que gostam deste tipo de leitura, realmente vão gostar. E também aquelas que têm preguiça para começar um livro, esta é uma boa dica.

Macomber, Debbie. Anjos à mesa. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2013

Read more...

Top filme #26: Carrie, a estranha

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013


Carrie retrata um grande desastre ocorrido na cidade americana de Chamberlain, Maine, destruída pela jovem Carietta White. Nos anos anteriores à tragédia, a adolescente foi oprimida pela sua mãe, Margaret, uma fanática religiosa. Além dos maus tratos em casa, Carrie também sofria com o abuso dos colegas de escola, que nunca compreenderam sua aparência, nem seu comportamento. Um dia, quando a jovem menstrua pela primeira, ela se desespera e acredita esta morrendo, por nunca ter conversado sobre o tema em casa. Mais uma vez, ela é ridicularizada pelas garotas do colégio. Aos poucos, ela descobre que possui estranhos poderes telecinéticos, que se manifestam durante sua festa de formatura, quando os jovens mais populares da escola humilham Carrie diante de todos.
Carrie é uma adolescente, que até seria normal se não fosse a criação completamente maluca de sua mãe, e – claro, os seus poderes telecinéticos. Em toda sua vida ela lutou para ser uma típica menina norte-americana, mas isso nunca foi possível, pois sua mãe, uma religiosa fanática, sempre proibiu a menina de todas as coisas em que podia. Depois de muitos anos sendo zoada pelos colegas da escola, Carrie descobre os seus poderes e agora pode se vingar de todos aqueles que lhe fizeram mal.




“Carrie, a estranha” é mais uma das adaptações do livro de Stephen King, e posso dizer que não foi um dos melhores. O filme em si parece mais uma versão de Meninas Malvadas, sério, não tem terror algum; é só a “menina estranha” sendo zoada pelo grupo popular da escola (típico filme norte-americano... cof, cof). O único terror mesmo vem nos últimos minutos, e nem é um terror daqueles de dar medo, digamos que seja a vingança merecida (o que na minha opinião deveria ter sido pior, haha).

As escolhas dos atores, na minha opinião, foi boa. Quem já conhece o trabalho da Chloe Moretz, – que fez o papel de Carrie, ficou bem em duvida  se tinha sido uma boa ideia; pois cá entre nós, a Chloe não tem carinha de coitada nem aqui nem na China. Porem, se formos olhar o seu currículo, a atriz já está mais que acostumada com banhos de sangue, e é exatamente no Baile que podemos ver o porque ela foi escolhida para interpretar Carrie.
Enfim, se não formos comprar com as adaptações antigas do livro e se não formos esperar terror; até que esse foi bom. Mas confesso que eu esperava bem mais. Talvez o diretor tenha amenizado as coisas para agradar um publico mais jovem (12 anos no máximo). Talvez eu esteja tão acostumada com filmes mais "explícitos", com mais terror e violência, não sei. Mas o filme ficou bom, não tão bom; mas chega a agradar.

Título original: Carrie
Roteiro: Roberto Aguirre-Sacasa e Stephen King 
Direção: Kimberly Peirce

Read more...

Álbum de casamento - Nora Roberts

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Quando crianças, as amigas Parker, Emma, Laurel e Mac adoravam fazer casamentos de mentirinha no jardim. E elas pensavam em todos os detalhes. Depois de anos dessa brincadeira, não é de surpreender que tenham fundado a Votos, uma empresa de organização de casamentos bem-sucedida. Mas, apesar de planejar e tornar real o dia perfeito para tantos casais, nenhuma delas teve no amor a mesma sorte que tem nos negócios. Até agora. Com várias capas de revistas de noivas no currículo, a fotógrafa Mac é especialista em captar os momentos de pura felicidade, mesmo que nunca os tenha experimentado em sua vida. Por causa da separação dos pais e de seu difícil relacionamento com eles, Mac não leva muita fé no amor. Por isso não entende o frio na barriga que sente ao reencontrar Carter Maguire, um colega de escola com o qual nunca falara direito. Carter definitivamente não é o seu tipo. Professor de inglês apaixonado pelo que faz, ele cita Shakespeare e usa paletó de tweed. Por causa de uma antiga quedinha por Mac, fica atrapalhado na frente dela, sem saber bem como agir e o que falar. E mesmo assim ela não consegue resistir ao seu charme. Agora Carter está disposto a ganhar o coração de Mac e convencê-la de que ela é capaz de criar suas próprias lembranças felizes.
Mackensie Elliot é uma fotógrafa bem sucedida e dedicada. Junto com Emma, Parker e Laurel, suas melhores amigas desde a mais tenra infância, constituíram uma empresa de sucesso especializada em organização de casamentos: a Votos.
Apesar de viver 24 horas de sua vida envolvida com noivas, flores, fotos, respirando casamentos, Mac não acredita na instituição. Para ela, todo casamento termina em divórcio, e esta concepção se dá em função dos constantes relacionamentos de sua mãe. Seus pais se divorciaram quando ela ainda era criança, e desde então ela sofre com as crises de sua mãe mimada e cheia de vontades, já que seu pai simplesmente não se importa com ela. É por isto que ela vive junto às amigas na mansão onde também funciona a empresa, longe dos conflitos familiares e protegida pelo amor da amizade. Alegres e descoladas, elas conseguem ser a família que sempre quiseram: unidas e protegidas.
Quando Carter surge na vida de Mac, ela leva um baque, pois apesar da intensa atração entre os dois, ela não está preparada para se envolver. Ainda mais com um tipo totalmente contrário ao que ela está acostumada. Carter apesar de novo é um homem do tipo certinho, professor de inglês, que lê Shakespeare e usa paletó de tweed, mas que a leva ao delírio com seus hábitos cavalheirescos. Carter é o tipo de homem que assume estar apaixonado e quer se casar, enquanto que Mac simplesmente foge de qualquer compromisso sério.

"Ser feliz para sempre talvez fosse conversa fiada, mas ela sabia que queria tirar mais fotos de momentos que fossem felizes. Porque, assim, eles permaneceriam para sempre." (Pág.11)

Eu me encantei pela amizade tão rara e sólida, é o que todos desejam para si. Elas são jovens, descoladas e comprometidas com a atividade delas, chegando à obsessão. São capazes de chorar e rirem juntas. Brigarem e pedirem perdão.
"- Eles eram incríveis.
- Você também é. Não perco tempo com amigas que não sejam. - Tirou o porta-retratos das mão de Mac e o recolocou no lugar onde estava. - Dê uma chance a si mesma. o amor assusta e, às vezes, é passageiro. Mas vale a pena correr os riscos e ficar nervosa. Até se machucar vale a pena." (Pág. 155)
 Assim como a sinceridade espelhada dentro de todas as relações apresentadas no enredo, transformando em uma história divertida e emocionante. Um amor sincero, maduro e sem nenhuma vergonha de existir.

"Para Carter, era como se ela preenchesse todo o carro. Seu cheiro, sua voz, sei sorriso. A simples existência dela. Por mais estranho que fosse, ele ficou mais calmo." (Pág.96)

Adorei a escrita.  Nora Roberts mais uma vez, cativou seus leitores com uma leitura gostosa e leve, que nos prende até a última linha. Impossível não nos emocionar com as dores de Mac, assim como não rir de suas manias.
As Noraholics com certeza irão amar, assim como todos (as) que gostam de romances com pitadas cômicas. Eu particularmente adorei, pois até agora só tinha lido a Trilogia do Círculo, que tem uma pegada romântica e sobrenatural, amei este romance totalmente contemporâneo e ultramoderno e já aguardo ansiosa, as demais noivas.

Roberts, Nora. Álbum de casamento / Nora Roberts; São Paulo. Arqueiro, 2013. 



Read more...

Lançamento: A redenção de Gabriel

terça-feira, 10 de dezembro de 2013


Lançamento dia 14 de janeiro de 2014. Depois do escândalo em que se viram envolvidos em Toronto, Gabriel e Julia se casaram e se mudaram para Massachusetts, onde ele dá aula na Universidade de Boston e Julia faz doutorado em Havard. Agora ela precisa provar que não vive à sombra do marido famoso. Mas parece que Gabriel não está pronto para ver a esposa caminhar com as próprias pernas. Além disso, as coisas entre eles não vão muito bem. Isso porque Gabriel está ansioso para ter um filho, mas Julia quer concluir o doutorado primeiro. Para ver realizado seu sonho de formar uma família, Gabriel terá que enfrentar fantasmas do passado. Será ela capaz de fazer isso? E será que a generosidade de Julia resistirá à ameaça de ver arruinada a carreira que ela tanto se esforçou para construir? "A Redenção de Gabriel" é o desfecho brilhante dessa trilogia que arrebatou leitores no mundo inteiro. 

Read more...

Momento música #110

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Bom dia!

Que esta semana seja abençoada para todos. E para começar bem a semana, nada melhor do música!

Ordinary people - John Legend


Read more...

Promoção de Natal Tesouro Literário

domingo, 8 de dezembro de 2013


Bom dia!
Como virou tradição, esta é nossa promoção de natal. Por ser uma promoção especial, nada mais justo do que regras especiais:

  • Ser seguidor do Blog no GFC
  • Ter endereço de Enrega no Brasil
  • Comentar no post da promoção: "Meu natal é um Tesouro e eu quero ganhar um dos prêmios de natal do Tesouro Literário!"
  • Seguir as regras do formulário
  • A promoção inicia-se em 08/12 e encerra no dia 31/12
  • Você poderá participar de qualquer livro que desejar, porém, para que todos tenham oportunidades, ganhará somente uma vez. Se permanecer alguma dúvida, me envie um e-mail pelo formulário de contatos, mas deixe seu e-mail para as respostas.

a Rafflecopter giveaway a Rafflecopter giveaway a Rafflecopter giveaway a Rafflecopter giveaway a Rafflecopter giveaway a Rafflecopter giveaway a Rafflecopter giveaway a Rafflecopter giveaway a Rafflecopter giveaway

Read more...

Resultados Promoções: O livro da Loucura e Lições de Vida



E o segundo round de resultados de hoje é em parceria com a editora Novo Conceito. As ganhadoras sortudas são:




Parabéns Beatriz e Adriele!

Já enviei e-mail comunicando, e as ganhadoras tem até quarta-feira para entrar em contato.

Se você não ganhou não fique desanimado. Vem aí a nossa super promoção de Natal!

Participe e boa sorte!

Read more...

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados