Promoção Tesouro Literário: Liberta-me

domingo, 13 de outubro de 2013


Boa Tarde!!!
Temos promoção nova no blog... Quem vai querer?
Siga as regras:


  • Seguir o blog publicamente no GFC
  • Ter endereço de entrega no Brasil
  • Chances extras no Raflecopter
  • Comentar no post validando a participação
  • Resenha Aqui

a Rafflecopter giveaway

27 Comentários:

Tatiana Leite 13 de outubro de 2013 16:02  

Acho que nem tudo... Quer dizer, matar eu acho que não teria coragem, mas é difícil também me imaginar numa situação em que a minha liberdade estaria ameaçada, sabe? Mas sei lá, acho que temos que fazer tudo o que está em nosso alcance!

Adorei a pergunta, Márcia! Beijos!

Laura Zardo 13 de outubro de 2013 16:35  

O ato de tentar ser livre é algo muito íntimo, cada pessoa vê a liberdade de uma forma, não somos iguais, mas às vezes tentamos seguir os outros, porém no fundo temos as nossas próprias vontades, nossos próprios sonhos... "Tudo" é uma palavra muito ampla, muito forte, acho que muitas vezes esta não é a forma adequada de tratar a liberdade... Mas que também não deixa de ser usada. ;)

Laura Zardo
laura_zardo@yahoo.com.br

Ana Paula Barreto 13 de outubro de 2013 18:13  

Nem tudo. Jamais trocaria a vida de alguém que amo pela minha liberdade, por exemplo. Ou seja, vale tudo o que estiver de acordo com meus princípios e prioridades.
bjs

Gladys Sena 13 de outubro de 2013 18:44  

Pergunta difícil, mas tem coisas que não faria MESMO!

Poison Girl 13 de outubro de 2013 21:22  

Vale tudo em nome da liberdade?
Eu acho que todo ser humano tem direito de sua liberdade, então devemos procura-la ao máximo, pois sem ela nunca poderemos realmente ser felizes, e com isto somos levados para a profundeza obscura da depressão, porém há exceções que podem nós levar a deixar a nossa liberdade de lado que seria o caso de abdicarmos disso por alguém que amamos.

Carol Reihn 14 de outubro de 2013 10:19  

Vale tudo em nome da liberdade, dentro dos limites de cada um é claro. Mas todos devem ter direito à liberdade de expressão, de ir e vir, de acreditar e fazer aquilo que acha certo.

JennyCullen 14 de outubro de 2013 12:10  

Vale tudo em nome da liberdade. Nascemos para sermos seres livres! Devemos lutar por aquilo que gostamos, pelas pessoas que amamos, e por um futuro melhor. Quem tem um espírito livre, luta pela sua liberdade até o fim.

Marcella Castro 14 de outubro de 2013 12:19  

Não, como se diz no Direito, a nossa liberdade termina quando atinge a liberdade do próximo e concordo totalmente com isso!

Petra Henning 14 de outubro de 2013 15:14  

Tudo não. Acho que vale tudo, enquanto não faltar o respeito, nem interferir na liberdade dos outros.

Sil 14 de outubro de 2013 16:34  

Acho que não. Não mataria, nem faria outras pessoas sofrerem pela minha liberdade.

Bia 14 de outubro de 2013 16:41  

Acho que vale tudo, desde que não prejudique o próximo.

Karen Senoo 14 de outubro de 2013 19:23  

Depende. Não iria aos extremos para conseguir minha liberdade. Mas se fosse em uma situação como a da personagem do livro, daí talvez sim.

@tibiux

Maiara Michelsen 14 de outubro de 2013 21:28  

Nem tudo, temos que seguir corretamente na vida, senão a liberdade não de nada com a consciência presa.

Jada171 15 de outubro de 2013 15:59  

SEGUIDORA: ANDRESSA NUNES

Tudo que não me faça perder a liberdade.

Paola Alves 16 de outubro de 2013 18:35  

Sim, tudo que estiver dentro dos limites.

Rafa Melody 16 de outubro de 2013 21:47  

A liberdade é o tipo de coisa que não tem preço, é direito de cada um.
Agora ganhar esse livro tá valendo muito no momento kkkkkkk
Beijos

Rafa Melody
Twitter
Facebook

vivihsansone 16 de outubro de 2013 23:06  

Vale tudo que não fuja aos meus princípios.
seguidor: Viviane S.

Stefani Goulart 17 de outubro de 2013 22:41  

Nem tudo! Tem coisas que não se deve fazer por circunstâncias nenhumas...

Minha Velha Estante Adriana Roque 18 de outubro de 2013 20:40  

Vale tudo q não vá de encontro aos meus princípios.

seguidores - adriana medeiros

Maíra Souza 18 de outubro de 2013 21:34  

Vale se estiver de acordo com meus princípios e prioridades. Não mataria por exemplo. Já que viveria "presa" pelo resto da vida, sentindo culpa e remorso!

Juliana Barbuglio 20 de outubro de 2013 08:59  

nem tudo vale pela liberdade. Depende muitos das circunstâncias e situações

Ellen Cristine 21 de outubro de 2013 11:16  

Vale se estiver de acordo com meus princípios e prioridades.
Estou participando do sorteio, espero ganhar

Paula C. 22 de outubro de 2013 12:26  

Não, nem tudo.
princípios em primeiro lugar, sempre.

Giselle Oliveira 22 de outubro de 2013 21:10  

Nem tudo,acho que para tudo tem um limite que não devemos ultrapassar só que varia de pessoa para pessoa.

Luciane Eleotéria 25 de outubro de 2013 23:32  

Vale tudo, só não vale ficar refém da sonhada liberdade.


Participando
Seguidor GFC: Luciane Eleoteria
Nome Rafflecopter: Luciane Rodrigues

Claudia Alves 26 de outubro de 2013 10:02  

Não. Acho que tem um limite!!!

Postar um comentário

Enquanto isso no skoob

Posts Recentes

  © TESOURO LITERÁRIO - Todos os Direitos Reservados